Páginas


quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

RIBAMAR 

ESTRADA DO ARAÇAGI 

Intitulada como “Estrada da Morte”, MA-203 registra acidentes graves com frequência


Só meses de setembro, outubro e novembro, cinco acidentes foram registrados na rodovia; em um deles, duas pessoas morreram


Estrada do Araçagi passou a ser chamada de “Estrada da Morte” no último fim de semana, por conta da quantidade de acidentes que vêm acontecendo na MA-203, que liga São Luís com municípios da capital maranhense. Da última sexta-feira (10) até o domingo (12), cinco acidentes foram registrados na rodovia


Estrada do Araçagi passou a ser chamada de “Estrada da Morte” no último fim de semana, por conta da quantidade de acidentes que vêm acontecendo na MA-203, que liga São Luís com municípios da capital maranhense. Da última sexta-feira (10) até o domingo (12), cinco acidentes foram registrados na rodovia.

No primeiro caso, registrado na sexta, duas pessoas morreram em um acidente envolvendo um ônibus, um caminhão e uma motocicleta. O casal morreu após ser arrastado na avenida por alguns metros pelo coletivo, que estava desgovernado e, ainda, colidiu com o veículo de carga.


Entre os outros acidentes que aconteceram durante o fim de semana na Estrada do Araçagi, um carro colidiu com um poste durante a madrugada do domingo e, durante o dia, uma motocicleta e um outro veículo acabaram colidindo na faixa exclusiva para coletivos.Iniciadas em junho de 2020, as obras para a implantação da camada asfáltica para o BRT (Transporte Rápido por Ônibus) na região do Araçagi, ainda estão sendo realizadas. 


Parte da MA-203 está bloqueada e muitos motoristas confundem a sinalização no local, causando cada vez mais acidentes graves.

Além dos transtornos causados pelas obras, muitas imprudências de motoristas são registradas diariamente no local. Em imagens divulgadas nas redes sociais por moradores do bairro do Araçagi, carros ultrapassam a faixa exclusiva para coletivos, fazem retornos não permitidos, andam na via contramão e não obedecem a velocidade permitida na rodovia. Tudo isso, além da falta de fiscalização.

Em nota para O Imparcial, a Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) informou que a 1º etapa da obra, ligação até a Rua São Carlos, está prevista para finalizar no mês de outubro.

Ainda em nota, a MOB esclareceu que está tomando todas as medidas possíveis para evitar transtornos, entre elas desvios nas vias, contendo sinalizações verticais e presença de fiscais.

Com informações do O Imparcial 

Nenhum comentário:

Postar um comentário