window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-SS4D0CGZVY'); Pastor Moises Martins

Páginas


quarta-feira, 19 de junho de 2024

Homem é assassinado a tiros em Senador La Rocque

Foi identificado como Francisco Silva o homem morto a tiros, na noite de ontem (19), no município de Senador La Rocque, a 22 km de Imperatriz. Segundo informações da perícia, Francisco foi morto por dois disparos na cabeça e um nas costas.


De acordo com a Polícia Militar, ele tinha passagens pela polícia por crimes de roubos, furtos e outros delitos. Os atiradores fugiram do local e até o momento ninguém foi preso. A polícia continua investigando o caso.


Outros casos na região:


Um homem identificado como Antônio Adriano da Silva, de 37 anos, foi morto a pauladas na noite de ontem (16), no bairro Vila Machado, em Imperatriz. De acordo com informações da polícia, Antônio foi levado para uma área de mato por dois homens que estavam encapuzados, onde foi brutalmente assassinado. 


O corpo da vítima foi encontrado pela polícia com vários ferimentos, principalmente na região da cabeça. Ainda não há informações sobre a motivação do crime e nem a identidade dos assassinos, que fugiram do local após o crime. A polícia vai investigar o homicídio.

Outro homicídio no fim de semana em Imperatriz

Um adolescente, identificado como Gabriel, de 15 anos, foi morto a tiros no final da noite de ontem (15), na Rua das Jardineiras, no bairro Ayrton Senna, em Imperatriz. Segundo a polícia, Gabriel estava voltando para casa quando foi abordado pelo atirador, que desferiu os disparos contra ele, atingindo-o com um disparo nas costas e outro na perna. Ainda não há informações sobre a identidade do atirador e ninguém foi preso até o momento. 

Violência na Rua das Jardineiras

O adolescente foi morto na mesma rua em que duas pessoas, identificadas como Luzia Silva Santos, de 38 anos e Alexssandro Paulo de Araújo, morreram a tiros no mês passado, em menos de 24 horas. Segundo a polícia, Alexssandro foi morto após ter sido abordado por dois homens, que efetuaram vários disparos. Uma equipe da Perícia Criminal esteve no local, e de acordo com as investigações, a vítima foi morta por oito disparos, que atingiram os membros superiores e principalmente o rosto. 

De acordo com as investigações, Luzia correu para dentro de uma casa na tentativa de fugir dos disparos, mas foi baleada e não resistiu aos ferimentos. Testemunhas acionaram uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que confirmou a morte.

A vítima era dependente química e chegou a sofrer uma tentativa de homicídio na cidade de Açailândia. Na época do crime, Luzia foi espancada e precisou ser internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Socorrão, por causa dos ferimentos. Após receber alta, ela passou a viver em Imperatriz.

Nenhum comentário:

Postar um comentário