window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-SS4D0CGZVY'); Pastor Moises Martins

Páginas

sábado, 17 de dezembro de 2022

Sarneyzinho do Maranhão é preso pela Polícia Federal após ameaçar de execução  o ministro Coronel Alexandre de Moraes

Antônio José Santos Saraiva, conhecido como “Sarneyzinho do Maranhão”, foi preso pela Polícia Federal nesta sexta-feira (16), na cidade de Dom Pedro, após ir às redes sociais para avisar que ordenou “seus homens” a executarem o ministro Alexandre de Moraes.

“Eu quero mandar um recado aqui para o bandido do Alexandre de Moraes. Aqui quem vos fala é o Sarneyzinho do Maranhão. Cuidado, meu amigo. Meus homens já estão de olho em ti. Já está (sic) te arrudiando (sic) aí em Brasília e em São Paulo. A minha ordem é para te executar”, ameaçou. “Cuidado com tua vida, vagabundo”.

Após a repercussão do caso, o diretório do PSDB do Maranhão expulsou ‘Sarneyzinho’ do partido. A nota assinada pelo presidente, Inácio Melo, diz que a ação do ex-filiado vai contra o estatuto do PSDB e a Constituição Federal do Brasil e reitera a defesa do PSDB à democracia e ao estado republicano brasileiro, “não cabendo em nossas fileiras qualquer um que se reivindique no direito de solapar as bases de nossa democracia”.


Nas Eleições de 2018, Sarneyzinho, concorreu a uma vaga na câmara estadual do Maranhão pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). O candidato garantiu vaga de suplente.

Senador Randolfe pediu a prisão de Sarneyzinho

Em representação enviada ao Ministério Público Federal na quinta-feira (15), o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), pediu a prisão de Antônio José Santos Saraiva (PSDB) após ameaças contra o ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes.

Através das redes sociais, “Sarneyzinho do Maranhão” ameaçou o presidente do Tribunal Superior Eleitoral e disse que mandou seus homens “executarem” Moraes. No vídeo, o apoiador de Jair Bolsonaro (PL) chama o magistrado de “bandido do PCC” e “vagabundo”, e diz para ele “tomar cuidado”.

O senador pede “a tomada de todas medidas cabíveis, inclusive a prisão, para a investigação e posterior condenação criminal” de “Sarneyzinho do Maranhão”. 

“Ameaças vis às nossas instituições republicanas e democráticas não podem subsistir, Excelência, sob pena de haver um verdadeiro incentivo ao caos, na medida em que outros autoritários de plantão sentir-se-ão respaldados para externar suas opiniões absolutamente criminosas; e, em algum momento, o exercício da retórica verbal pode, infelizmente, se convolar em violência física de fato, como se viu recentemente nos prenúncios do possível caos na Capital Federal”, diz Randolfe

Nenhum comentário:

Postar um comentário