Páginas


sexta-feira, 4 de março de 2022

Ribamar 

Homem é preso após ameaçar e perseguir a ex-companheira em São José de Ribamar 
O homem foi detido na cidade de São José de Ribamar, na Região Metropolitana da capital; com ele a polícia apreendeu uma arma branca usada para ameaçar a vítima.

Um homem, de 48 anos, foi preso nessa quinta-feira (3), em flagrante, pelos crimes de violência patrimonial, difamação, ameaça e perseguição agravados na Lei Maria da Penha, tendo como vítima sua ex-companheira, uma mulher de 33 anos. O homem foi detido na cidade de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís.

A prisão foi realizada pela Polícia Civil do Estado do Maranhão, através da Delegacia Especial de São José de Ribamar e com apoio da Guarda Municipal, durante operação Resguardo.

Segundo a polícia, o autuado insatisfeito com o rompimento do relacionamento, passou a perseguir sua ex-mulher e, na noite da última quarta (2), reteve o celular da vítima fazendo uso de uma faca, ameaçando e xingando-a.

O agressor foi capturado em via pública, bairro Centro, da Cidade Balneária, sendo recuperado o celular da vítima e apreendida a arma branca usada para ameaçar a mulher.

O que é considerado violência contra mulher?Violência física: lesar a integridade ou saúde corporal da mulher;

Violência psicológica: danar a saúde emocional, mental e sua liberdade de ser;

Violência sexual: forçar ou intimidar a mulher a uma relação sexual não desejada;

Violência patrimonial: reter, subtrair ou destruir bens, valores e direitos;

Violência moral: caluniar, difamar ou cometer injúria.
Como denunciar pelo telefone?Disque 100
Ligue 180
Ligue 190
Quais núcleos ou postos você pode buscar ajuda?
Casa da Mulher Brasileira em São Luís - (98) 3198-0100
Delegacia Especial da Mulher em São Luís - (98) 3214-8649
Delegacia da Mulher e a Patrulha Maria da Penha - 3223-5800 (capital) e 0300-3135-800 (interior)
Delegacia Online
Em Imperatriz: (99) 99193-1717 / 99123-4638 / 99204-7925.
Casa da Mulher Maranhense em Imperatriz - (99) 98405-6193
Condomínios são obrigados a denunciar
O governador Flávio Dino sancionou lei aprovada pela Assembleia Legislativa do Maranhão obrigando condomínios residenciais a comunicar à polícia casos de violência doméstica contra mulheres, crianças, adolescente e idosos.
A lei vale para os condomínios residenciais em todo o Maranhão. A comunicação deve ser feita pelos síndicos ou administradores.
A comunicação deve ser feita até 24 horas após a ciência do fato.
Os condomínios deverão afixar cartazes, placas ou comunicados divulgando a obrigatoriedade de fazer a denúncia.
O descumprimento da lei inclui advertência e, em caso de reincidência, multa entre R$ 500 e R$ 10 mil.

Veja o perfil das vítimas que sofrem com violência doméstica:


Ciclo de violência

Nenhum comentário:

Postar um comentário