Páginas


quinta-feira, 10 de fevereiro de 2022

Eneva confirma projeto para canalizar gás de Santo Antônio dos Lopes até São Luís

Reportagem de Maranhão Hoje antecipou projeto da empresa 

O portal Click Petróleo e Gás (PGE) públicou nesta quarta-feira (09) reportagem da revista Maranhão Hoje sobre os planos da Eneva de construir um hub de gás natural em São Luís, provavelmente no Porto do Itaqui, e outro em Macaé (RJ), que já tem local definido: o Terminal Portuário de Macaé (Tepor). De acordo com a reportagem, a informação é do diretor de Novos Negócios e Comercialização da empresa, Marcelo Lopes.

Sobre o hub que será construído em São Luís, a previsão é de que seja feito um gasoduto de aproximadamente 300 km, que ligará a capital maranhense ao complexo do Parnaíba, e. Santo Antônio dis Lopes, onde a Eneva realiza a produção diária de 8 milhões de metros cúbicos de gás natural, para que sejam gerados 2 gigawatts de energia elétrica.

O investimento está estimado em R$ 2 bilhões. O gasoduto pode ser usado tanto para o gás convencional quanto para escoar o gás não convencional. No Maranhão, estado onde a Eneva tem sua operação principal, o hub será construído no Porto do Itaqui, tendo como um dos principais motivos as termelétricas que serão construídas nas cidades que ainda não possuem acesso ao gás natural, como a capital ludovicense São Luís.

De acordo com a reportagem de MH, o presidente da Companhia Maranhense de Gás (Gasmar), Sebastião Madeira, o gás será trazido para São Luís numa parceria com a mineradora Vale.

O Maranhão é um dos estados do Brasil que possuem um consumo relevante de óleo combustível, por isso é de extrema importância que seja implantado o hub, para que possa ser feita a conversão de combustíveis poluentes em gás natural.

O diretor da Eneva também informou que no Porto do Itaqui também deverá ser construído mais um terminal de regaseificação, e futuramente uma termelétrica. De acordo com ele, se a implantação do gás natural em São Luís for de fato possível, outros mercados poderão se desenvolver, como por exemplo a conversão de indústrias e Gás Natural Veicular (GNV).


Hub de Macaé – Na cidade de Macaé, estima-se que possivelmente será um polo de armazenagem, processamento e distribuição do gás natural que é produzido nas bacias de Campos e Santos. Durante o evento Eneva Investor Day, Lopes afirmou que a Eneva tem trabalhado para buscar uma cobertura nacional completa, no que diz respeito ao acesso ao gás natural, portanto criar dois novos hubs é primordial na estratégia da Eneva, que pretende ingressar na malha integrada.

O executivo também falou a respeito da escolha das localidades onde os hubs de gás natural serão construídos, em especial Macaé, que, segundo Lopes, houve um aumento da produção de gás natural no Brasil, que pode chegar a atingir cerca de 100 milhões de metros cúbicos diários pelos próximos anos.

Com informações do Maranhão Hoje 

Nenhum comentário:

Postar um comentário