Páginas


quinta-feira, 2 de dezembro de 2021

Vereadora irmã Nalva articula o Projeto que visa doação de terreno para Igreja Assembleia de Deus que já foi  protocolado na Câmara

A vereadora Irmã Nalva (PMB), que é membro da congregação e fez toda a articulação para que o Executivo apresentasse a proposta de doação, destaca que a iniciativa surgiu a partir do trabalho social realizado pela comunidade religiosa no município. Ela ressalta ainda que a medida vai ajudar no auxilio de crianças e jovens que terão acesso aos projetos, resgatando valores espirituais e sociais tão importantes para a formação de indivíduos.


Foi protocolado essa semana, na Câmara Municipal de São José de Ribamar, o Projeto de Lei nº 1.322/2021, que, dentre outros assuntos, dispõe sobre autorização legislativa para doação de imóvel público do município para a Igreja Evangélica Assembleia de Deus.

Apresentado pelo Executivo, por meio de Mensagem nº 40/2021, a proposta que trata da doação do terreno na região do Turiuba destinado à construção do templo próprio, e ao desenvolvimento de atividades de apoio e assistência religiosa, filosófica e social a população local, não podendo ser dado outro destino ao mesmo, sob pena de tornar a doação nula de pleno direito.

A proposta deve iniciar sua tramitação na Câmara Municipal, após a leitura do expediente na sessão plenária desta quinta-feira (02/12). Em seguida, será encaminhada à apreciação das Comissões Temáticas da Casa, onde será analisada em seu mérito pelos colegiados ligados ao tema em questão. Só após esse trâmite, o texto deverá retornar à pauta para votação dos vereadores.

O texto do projeto proíbe a venda, doação, permuta, cedência ou transferência a qualquer título, no todo ou em parte, do imóvel a terceiros, contados do registro da escritura pública no Cartório de Registro de Imóveis da comarca.

A vereadora Irmã Nalva (PMB), que é membro da congregação e fez toda a articulação para que o Executivo apresentasse a proposta de doação, destaca que a iniciativa surgiu a partir do trabalho social realizado pela comunidade religiosa no município. Ela ressalta ainda que a medida vai ajudar no auxilio de crianças e jovens que terão acesso aos projetos, resgatando valores espirituais e sociais tão importantes para a formação de indivíduos.

“Entendemos que o poder público não tem estrutura suficiente para atender a demanda social, por isso a importância do município auxiliar as entidades. Temos certeza que com esse auxilio várias crianças e jovens terão acesso aos projetos, resgatando valores espirituais e sociais tão importantes para a formação de indivíduos comprometidos para uma sociedade melhor”, destacou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário