Páginas


quinta-feira, 18 de novembro de 2021

Indígenas ateiam fogo em carro da Equatorial na Baixada

Na tarde dessa quarta-feira (17), indígenas do Povo Akroá Gamella, da Terra Indígena (TI) Taquaritiua, na região da Baixada Maranhense, atearam fogo em um veículo da Equatorial cujos funcionários foram ao local para verificar as condições de uma rede de energia elétrica.

Há informes de que os prestadores de serviço – e até policiais militares teriam sido mantidos reféns.

Segundo o Conselho Indigenista Missionário (Cimi), os indígenas foram surpreendidos “com a chegada hostil de funcionários de uma empresa de energia elétrica, acompanhados de jagunços – que se identificaram como policiais. Há anos, essa empresa tenta, sem qualquer consulta e respeito aos indígenas, instalar postes e linhões dentro da TI Taquaritiua, área que vive um moroso processo de demarcação pela Fundação Nacional do Índio (Funai) desde 2014”.

De acordo com lideranças – que não serão identificadas por questão de segurança –, a madrugada do dia 17 para 18 de novembro foi “em claro”. “Havia mais ou menos 60 homens trabalhando pela empresa de energia e nós sabemos que ficou alguém nos vigiando à noite. A qualquer momento eles podiam vir aqui e fazer alguma coisa contra a gente. Temos que ter cuidado, esse governo está acabando com tudo”, afirmou.

Segue a agência de notícias do Cimi: “A tensão não acabou nesse momento. Nesta quinta-feira (18), a TI Taquaritiua amanheceu com a presença dos jagunços: eles estavam no local para ajudar na instalação das torres de energia elétrica. Já no período da tarde, policiais militares dirigiram-se à Aldeia Cajueiro, na TI Taquaritiua, e colocaram, à força, algumas lideranças dentro da viatura. Há relatos de que os celulares, entre outros equipamentos de comunicação dos indígenas, foram tomados pela polícia”.

Na tarde desta quinta-feira (18), policiais militares compareceram à Aldeia Cajueiro, na TI Taquaritiua, e levaram pelo menos 12 lideranças para a delegacia.

Por Gilberto Leda

Nenhum comentário:

Postar um comentário