Páginas


quarta-feira, 20 de outubro de 2021

 Sindicato ‘Sem força’ com a Justiça e confirma greve de ônibus em São Luís a partir desta quinta-feira

Paralisação é válida por tempo indeterminado; Justiça determinou 90% da frota de ônibus circulando.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) confirmou, em nota divulgada na noite desta quarta-feira (20), que a paralisação no sistema de transporte público na Grande São Luís terá início nas primeiras horas desta quinta-feira (21), por tempo indeterminado.

De acordo com a Sttrema, a greve só será encerrada quando uma contraproposta decente seja apresentada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET).

A decisão da greve, segundo o Sttrema, foi tomada em Assembleia Geral, realizada no dia 13 de outubro. A categoria pede, entre outros itens:

— 13% de reajuste salarial;

— jornada de trabalho de seis horas;

— tíquete de alimentação no valor de R$ 800;

— manutenção do plano de saúde;

— inclusão de um dependente e concessão do auxílio-creche para trabalhadores com filhos pequenos.

Ainda de acordo com o Sttrema, rodoviários e empresários já se reuniram duas vezes, mas não houve avanço nas negociações. Por causa da falta de entedimento, os trabalhadores decidiram pela deflagração da greve.

"A entidade reforça, que tentou de todas as maneiras, manter um diálogo com os patrões, para que as negociações avançassem e a greve fosse suspensa, sem causar nenhum tipo de transtorno aos usuários, o que não aconteceu. Sendo assim, não resta outra alternativa para os trabalhadores, que não seja cruzar os braços. O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão respeita toda e qualquer decisão da justiça, mas defende a liberdade de poder manifestar-se, quando os direitos da categoria, não são garantidos. Contamos com a compreensão da população e o apoio dos trabalhadores rodoviários", diz a nota da Sttrema.

Decisão judicial

A Prefeitura de São Luís informou, na manhã desta quarta-feira (20), que garantiu a circulação de 90% da frota do transporte público na capital maranhense após decisão liminar proferida pela desembargadora federal do Trabalho, Ilka Esdra Silva Araújo.

Na decisão, ficou determinado - tanto ao Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários no Estado do Maranhão (Sttrema) quanto ao Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) -, que seja garantido o percentual mínimo de 90% da frota de ônibus em funcionamento, não haja coação ou impedimento aos trabalhadores que não queiram aderir ao movimento grevista, não haja bloqueio das garagens das empresas e não seja praticada qualquer movimentação que venha a prejudicar a prestação do serviço público.

Confira a íntegra da nota do Sindicato dos Rodoviários

Sobre a paralisação no sistema de transporte público na grande São Luís, o Sindicato dos Rodoviários do Maranhão confirma, que o movimento grevista liderado pelos trabalhadores Rodoviários, está mantido.

A greve será deflagrada, nas primeiras horas desta quinta-feira (21), por tempo indeterminado, ou até que uma contraproposta descente, seja apresentada pelo sindicato patronal, SET.

A entidade reforça, que tentou de todas as maneiras, manter um diálogo com os patrões, para que as negociações avançassem e a greve fosse suspensa, sem causar nenhum tipo de transtorno aos usuários, o que não aconteceu. Sendo assim, não resta outra alternativa para os trabalhadores, que não seja cruzar os braços.

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão respeita toda e qualquer decisão da justiça, mas defende a liberdade de poder manifestar-se, quando os direitos da categoria, não são garantidos. Contamos com a compreensão da população e o apoio dos trabalhadores Rodoviários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário