Páginas


quinta-feira, 17 de junho de 2021

Cadastramento de imigrantes venezuelanos é realizada em Ribamar

Uma tenda foi montada na porta do prédio na comunidade Trizidela/Parque Vitória, onde 76 venezuelanos estão residindo. Todos estão com protocolos de refúgio vencidos


O cadastro é realizado pela prefeitura de São José de Ribamar, com finalidade de garantir o acesso aos serviços socioassistenciais disponível no município.

A Prefeitura de São José de Ribamar, por meio da Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Renda, disponibilizou aos refugiados venezuelanos residentes no município, estrutura e equipe para iniciar o processo de atualização dos protocolos de refúgio, o que para eles se assemelha a um documento de identidade e/ou visto de permanência no país.

Uma tenda foi montada na porta do prédio na comunidade Trizidela/Parque Vitória, onde 76 venezuelanos estão residindo. Todos estão com protocolos de refúgio vencidos. Depois da inclusão dos dados de identificação, a Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Renda vai encaminhar tudo para a Polícia Federal, isso porque para entrar no país, na condição de refugiado, é necessário solicitar à Polícia Federal um protocolo provisório, válido por um ano.

Esse documento deve estar atualizado e serve para comprovar a situação de legalidade do refugiado no país. Com este protocolo, eles têm direito a obter carteira de trabalho (CTPS) e Cadastro de Pessoa Física (CPF), bem como a inclusão no Cadastro Único, para acessar todos os serviços socioassistenciais disponíveis em São José de Ribamar, no âmbito da política de assistência social.

Na ocasião, a Secretaria Municipal de Saúde fez um levantamento de mulheres grávidas para oferecer acompanhamento e pré-natal às gestantes. A Semus também vai realizar testagem nos refugiados e providenciar vacinas para o grupo. Até o momento nem os idosos venezuelanos foram vacinados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário