terça-feira, 26 de janeiro de 2021

 

Pastor, que é secretário de Saúde, é afastado por mandar sua esposa furar a fila da vacina




O secretário da Saúde de Pires do Rio, Assis Silva Filho e sua esposa
Foto: Divulgação

A Justiça de Goiás acolheu medida cautelar criminal proposta pelo Ministério Público do estado (MP-GO) e determinou o afastamento de Assis Silva Filho do cargo de secretário da Saúde de Pires do Rio, município goiano, por 60 dias.

Neste período, será investigada a acusação de que o gestor quebrou a ordem da vacinação contra a Covid-19 para beneficiar a própria esposa, que não se encaixa no grupo prioritário para a imunização

O pastor evangélico pediu desculpas a Deus e suas ovelhas 

Confira:


Fonte: CNN BRASIL 



Nenhum comentário:

Postar um comentário