segunda-feira, 20 de abril de 2020

Urgente:Mulher morre com suspeita de Covid-19 na Unidade Mista do Bequimão, em São Luís, e corpo é liberado para velório
O blog acaba de receber uma denúncia grave: uma funcionária da limpeza do Hospital Carlos Macieira (empresa terceirizada) morreu com suspeita de Covid-19 na Unidade Mista do Bequimão, em São Luís.

Há alguns dias, ela estava com crise respiratória. Ainda chegou a ir trabalhar com problemas. Ontem, foi levada à unidade de saúde. Deu entrada com quadro de parada respiratória e com muito líquido no pulmão.

Disseram que foi problema de vesícula. A mulher terminou morrendo. A unidade de saúde liberou o corpo e a funerária levou direto para a residência. No velório, estavam 5 ou 6 pessoas da família, inclusive com um bebê. Todos estavam sem máscaras.

Quem foi ao velório, e acompanhou à distância, disse que saía sangue pelo nariz da mulher.

Na manhã de hoje, a funerária levaria o corpo para o IML, que deverá fornecer o atestado de óbito.

Pergunta-se: como uma unidade de saúde libera um corpo, sem nenhuma certeza da causa mortis? Não deveria ter um protocolo de regulação nas unidades? Se a mulher estava com problemas respiratórios há alguns dias e o pulmão estava cheio de água, são fortes indícios de Covid-19. Se a mulher morreu de coronavírus, outras pessoas da família, que participaram do velório, podem estar contaminadas.

Com a palavra, o secretário de saúde da Prefeitura de São Luís, Lula Fylho, que andava fazendo caminhada na Avenida Litorânea, no domingo, quando deveria estar monitorando essa situação em todas as unidades de saúde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário