quinta-feira, 19 de março de 2020

Prefeitura de São Luís inicia instalação de 10 mil novas lixeiras em ruas e avenidas de São Luís

Ação, que integra a política de resíduos sólidos da capital, soma-se a outras implantadas pelo prefeito Edivaldo, a exemplo da coleta seletiva domiciliar por agendamento iniciada na última segunda-feira

Prefeitura de São Luís inicia instalação de 10 mil novas lixeiras em ruas e avenidas de São LuísCom o objetivo de ampliar e fortalecer a estratégia de coleta de resíduos sólidos na capital, a gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana de São Luís, iniciou a instalação de 10 mil novas lixeiras, que têm maior capacidade de armazenamento e de acesso, principalmente pelo novo modelo que obedece a um formato tubular e sem tampa. A iniciativa, que é mais um incremento à política de gestão dos resíduos produzidos pela população ludovicense, vai contribuir para evitar que o descarte irregular de lixo seja uma realidade de ruas e avenidas da cidade.
"Os investimentos nesta área seguem com o objetivo de garantir à população uma cidade mais limpa e bonita e mais qualidade de vida para todos. Na segunda-feira foi iniciada a coleta seletiva domiciliar, um marco importante na Política de Resíduos Sólidos colada em prática pela Prefeitura de São Luís. Os resultados desse trabalho já são visíveis", disse o prefeito Edivaldo destacando que hoje a capital maranhense está entre os 12% dos municípios do Norte/Nordeste que descartam corretamente o lixo. Ele acrescentou que em sua gestão São Luís conseguiu elevar a taxa de recuperação de matérias recicláveis do município de 0,46% para 5,44%. 
A distribuição de novas lixeiras pelas vias da capital soma-se a outras estratégias de gestão de resíduos sólidos implementadas pela Prefeitura de São Luís, que vem trabalhando uma política de sustentabilidade cujo objetivo é manter a cidade cada vez mais limpa, ponto que reflete sobre outros importantes aspectos de vida da população. Com a cidade mais limpa, resultado de ações desenvolvidas pelo município em conjunto com uma população consciente, há menor risco para proliferação de doenças, contaminação de praias, entupimento de galerias pluviais e menos consequências durante as chuvas, entre outros.
Os novos equipamentos que irão compor vias e demais espaços da capital possibilitarão, também, que São Luís avance, ainda mais, no próximo ranking do Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (ISLU), que realiza uma avaliação sobre a gestão dos resíduos sólidos das cidades brasileiras com mais de 250 mil habitantes. 
As primeiras unidades do novo modelo de lixeiras começaram a ser instaladas na Avenida Litorânea. Os equipamentos também estão sendo instalados nas avenidas Ana Jansen e Castelo Branco. Outros pontos já estão programados para receber o novo equipamento, a exemplo da Avenida dos Holandeses, Avenida Avicênia (Calhau), Rua do Farol e praças do São Marcos, Avenida Mário Meireles, Praça da Lagoa da Jansen, Península da Ponta d’Areia, Avenida Ferreira Goulart, Rua das Paparaúbas, Avenida Colares Moreira, Avenida do Vale, Avenida Carlos Cunha, Parque do Rangedor, Avenida Eduardo Magalhães, Avenida Jerônimo de Albuquerque, Avenida Daniel de La Touche e Avenida Mário Andreaza. 
MAIS AÇÕES
Recentemente, a gestão do prefeito Edivaldo anunciou o mais novo serviço de coleta seletiva porta a porta. A iniciativa representa mais um passo importante na modernização da política de gerenciamento de resíduos, implementada na sua gestão, que desde o início vem desenvolvendo diversas ações estratégicas como a extinção dos antigos lixões, construção de Ecopontos e galpões de triagem, além de campanhas educativas nas comunidades e escolas. O serviço de coleta seletiva domiciliar por agendamento já está disponível à população, gratuitamente, e pode ser solicitado via celular pelo número (98) 99188-9990 (WhatsApp).
A Prefeitura de São Luís também conta com 18 Ecopontos em funcionamento, distribuídos por diferentes bairros da capital. Até o fim do ano, serão 20 estruturas que possibilitarão maior capacidade de gestão do lixo. Duas dessas estruturas, as que estão em fase final de construção, abrigarão os galpões de triagem de materiais recicláveis. 
Implantados desde 2016, os Ecopontos são uma política importante da gestão de resíduos sólidos em São Luís porque integram diversas ações. A principal delas é garantir à população um espaço adequado para a destinação ambientalmente adequada de todos os resíduos que podem ser reciclados ou reutilizados, incentivando a reciclagem e atitudes sustentáveis. Por meio dos Ecopontos, São Luís faz parte do grupo de 7% das cidades brasileiras que têm políticas efetivas de encaminhamento para a reciclagem dos resíduos gerados pela população.

Nenhum comentário:

Postar um comentário