window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-SS4D0CGZVY'); Pastor Moises Martins

Páginas

terça-feira, 6 de fevereiro de 2024

 ROBOU E PEGOU EM FIO PELADO

Homem morre carbonizado ao tentar roubar fios de Alta Tensão e subestação explode


Na madrugada desta segunda-feira (5), a Subestação de Energia da Vila Progresso, pegou fogo após uma série de explosões.   




Na madrugada desta segunda-feira (5), a Subestação de Energia da Vila Progresso, pegou fogo após uma série de explosões.Na madrugada desta segunda-feira (5), a Subestação de Energia da Vila Progresso, em Campo Grande, pegou fogo após uma série de explosões.


Na madrugada desta segunda-feira (5), a Subestação de Energia da Vila Progresso, em Campo Grande, pegou fogo após uma série de explosões. Um corpo carbonizado foi encontrado no local e informações preliminares indicam que a vítima teria tentado furtar fios de energia.


O corpo do homem ainda não foi identificado. A subestação fica próximo ao Terminal Morenão e diversos bairros no entorno ficaram sem energia elétrica devido ao curto-circuito, que começou por volta das 4h30.



Vídeos que circulam nas redes sociais mostram diversos clarões, seguidos de explosões e muita fumaça saindo do local. Foi possível ver as explosões de bairros como Jóquei Club, Vila Glória, e próximo a Avenida Costa e Silva. Além disso, durante a madrugada, moradores ficaram sem energia, que começou a ser restabelecida a partir das 6h.


O gerente de operações da Energisa, Helier Fioravane, disse que todas as subestações são monitoradas por vídeo, e que os clientes que foram afetados pela interrupção no fornecimento, cerca de 40 mil unidades consumidoras, o que representa 10% das cargas da Capital, tiveram o fornecimento reestabelecido em até 2h após o fato.



“Tivemos uma invasão na subestação Progresso, onde houve uma tentativa de furto de cabo de energia e, infelizmente a pessoa veio a óbito. Nesse primeiro momento, reforçamos o quanto é importante respeitar as placas sinalizadoras das subestações, pois é um ambiente estritamente controlado e só pode ter acesso profissionais capacitados e autorizados,” afirmou.


Fioravante também explicou que a concessionária possui backups móveis, que garantem a normalidade do fornecimento de energia elétrica para a região atendida, e finalizou dizendo que a concessionária colabora com os órgãos competentes para que as causas sejam devidamente apuradas.


Moradores da região


A assessora de vendas de uma concessionária na Avenida Costa e Silva, Ana Carla Gonçalves Siqueira, disse que o estabelecimento não ficou totalmente sem energia, pois possui gerador próprio.


“Hoje de manhã nós não conseguimos registrar o ponto, devido à falta de energia. Eu moro aqui perto, atrás do Colégio ABC, no Jardim Paulista, e fiquei realmente sem energia lá. Eu não escutei nenhum barulho, mas muita gente do condomínio viu.



Seu Antônio Lopes, morador do bairro Jóquei Club, aproximadamente a três quilômetros da Subestação Progresso, relatou que pensava ser furto de fios elétricos próximos a sua residência, que constantemente sofre com os roubos na rede elétrica.

“Eu moro lá no Jóquei Club. Tinha acabado de acordar, quando de repente escutei um barulho de coisa pegando fogo, de eletricidade. Eu pensei que era ‘nóia’ roubando fio lá perto da minha casa, mas não parava o barulho, fui ver lá fora e tava aquele brilho gigantesco e na hora acabou a luz. O céu ficou todo colorido [de explosões]”.

Outro morador, que não quis se identificar, ouviu primeiramente dois estouros, seguidos de sons que lembravam os de curto-circuito, durante aproximadamente meia hora.

“Primeira vez que isso aconteceu, de estourar assim a subestação. A gente tem falta de energia por culpa de raios e tal, mas assim foi a primeira vez. A gente acordou de madrugada por causa do barulho, mais ou menos 4h10 e vim correndo pra cá, filmei. Quando eu saí, tava só o clarão, aí quase chegando aqui parou, acredito que devem ter cortado a energia. Tinha umas pessoas ali na esquina, de pijama ainda.

A Energisa, responsável pela subestação, chegou ao local por volta das 8h. Em nota enviada ao Estado Online, a empresa lamenta o ocorrido e informa que irá abrir uma investigação para apurar os fatos. Além disso, comunicou que a energia elétrica foi totalmente reestabelecida por volta das 6h36.

“Tudo indica que houve tentativa de furto de cabos na subestação Campo Grande Progresso ocasionando curto-circuito dentro da subestação. Mesmo com avisos no entorno alertando sobre equipamentos de alta tensão, houve a tentativa que terminou na morte de uma pessoa”, disse em nota.

Cabe destacar que a Subestação Progresso foi inaugurada em 2022, com investimento de R$ 56,3 milhões, com a promessa de aumentar a capacidade de atendimento na Capital. Ela trabalha com nível de tensão de 138 mil KV e 13.8 KV. O valor do prejuízo com a manutenção ainda está sendo levantado

com a manutenção ainda está sendo levantado.

Confira o vídeo!

 

 

Com informações da repórter Juliana Aguiar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário