window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-SS4D0CGZVY'); Pastor Moises Martins

Páginas

segunda-feira, 31 de outubro de 2022

Abutres do poder, inclusive do Maranhão, já estão à espreita do loteamento do futuro governo Lula

A senadora maranhense Eliziane Gama colou em Lula tão logo a apuração confirmou a vitória do petista na eleição presidencial


Confirmada a eleição de Lula a presidente do Brasil, com a margem apertada de 50,9% dos votos, abutres da esquerda já estão à espreita do loteamento do futuro governo. Políticos que amargaram derrota no Maranhão, em 2 de outubro, estão entre os mais ávidos por espaços, com destaque para a senadora Eliziane Gama (Cidadania), que não conseguiu emplacar o marido, Inácio Melo, no mandato de deputado estadual, e agora tenta compensar o fracasso às custas da máquina a ser montada em Brasília.


Mirando uma fatia que garanta sobrevida política para si e um lugar ao sol para o esposo, Eliziane iniciou um verdadeiro “cerca Lourenço” a Lula tão logo a apuração indicou o triunfo do petista, com direito a presença no palanque durante o discurso da vitória.


Mas a senadora maranhense não é a única a almejar vantagem com o retorno de Lula ao poder. As movimentações de “companheiros” do PT já são intensas, algumas sorrateiras, outras ostensivas. A cobiça por cargos e outros meios de influência dá margem a disputas renhidas e até apostas sobre quem levará a melhor, firmadas por quem se julga apadrinhado.


As articulações precoces por sinecuras, deflagradas antes mesmo de o rei sentar no trono, demonstram a crise de abstinência que toma conta de todas as alas do PT e aliados no período em que o partido ficou fora do poder no país.


Em vez de começarem, desde já, a alinhar ações que se revertam em melhorias para os brasileiros, petistas se lançam em uma guerra fratricida e autofágica, que tende a gerar discórdia e instabilidade antes mesmo da posse presidencial.

Com informações do Jornalista Daniel Matos do Blog do Jornal o Estado do Maranhão 

Nenhum comentário:

Postar um comentário