Páginas


sexta-feira, 20 de maio de 2022

Segurança Pública define reforço em operações de combate aos assaltos a ônibus

Com o objetivo de intensificar e dinamizar as ações de combate a assaltos a coletivos, a Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) esteve reunida, na manhã desta sexta-feira (20), com representantes do sistema de segurança vinculado à Prefeitura de São Luís. À tarde, a SSP alinhou estratégias para atuar em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

“O sistema [de segurança] como um todo, independentemente se o órgão é municipal, estadual ou federal, está trabalhando de maneira integrada”, afirmou o secretário de Segurança Pública do Maranhão, coronel Silvio Leite.

Após a reunião com as secretarias municipais de Segurança com Cidadania (Semusc) e de Trânsito e Transportes (SMTT), ficou definido, por exemplo, reforço da Guarda Municipal na segurança dos terminais e o apoio do Centro de Controle de Operações (CCO) para reforçar as operações e o monitoramento das linhas de ônibus que circulam na capital.

Já na reunião com a PRF, as forças de segurança estadual e federal acordaram que atuarão em conjunto durante a aplicação de blitze, ao longo das rodovias que cortam a Região Metropolitana de São Luís. 

“Estamos aqui para atuar em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública, Polícia Militar, Polícia Civil, Secretaria Municipal de Trânsito e outras forças, para que, em conjunto, não atuando apenas isoladamente, possamos trazer segurança para a população da capital”, reforçou o superintendente da PRF no Maranhão, Jandir Lubenow.

Para o coronel Silvio Leite, a ação conjunta das forças que compõem o sistema de segurança pública vão garantir aplicação intensa de abordagens e revistas, na busca por drogas, armas e foragidos da Justiça.

“Muitas abordagens, muitas revistas e busca por drogas. Eu não tenho nenhuma dúvida que a população vai se sentir mais segura”, disse o titular da SSP.

Uma das ações já intensificadas foi a Operação Catraca, que tem foco nas abordagens a passageiros nos coletivos na Grande Ilha. O policiamento foi reforçado nos pontos de ônibus e locais estratégicos. Integram a ação equipes da Polícia Militar, do Centro Tático Aéreo (CTA), Força Tática, Batalhão de Operações Especiais (BOPE) e demais grupamentos e equipamentos especializados da Segurança Pública.

Empresários, motoristas e cobradores

As reuniões para ampliar as ações de segurança em coletivos, contou ainda com a participação de representantes dos sindicatos das Empresas de Transporte de Passageiros de São Luís (SET) e dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (STTREMA).  

“Viemos nesta reunião, em busca de respostas e de um planejamento para acabar com essa onda de criminalidade no transporte público. Estamos saindo daqui com vários encaminhamentos tomados. Esperamos que as polícias Civil e Militar executem tudo o que foi traçado o mais rápido possível, visando a segurança não só dos Rodoviários, mas também dos usuários”, ressaltou o presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão, Marcelo Brito.

O coronel Silvio Leite destacou que todos os órgãos de segurança estão “irmanados” para garantir a segurança e combater crimes em coletivos.

“Quero tranquilizar a categoria dos motoristas, dos cobradores, dos empresários, que a Polícia Militar, a Polícia Civil, o CTA e todo o sistema de segurança pública encontra-se irmanado, juntamente com a Polícia Rodoviária Federal, com a Secretaria Municipal de Segurança, no intuito de reduzir a criminalidade no Maranhão, especialmente na Grande Ilha”, declarou Silvio Leite.

Nenhum comentário:

Postar um comentário