Páginas


quarta-feira, 16 de março de 2022

Piloto morre após helicóptero com funcionários da Petrobras fazer pouso forçado no Sul da Bahia 

Ainda não há detalhes sobre o que causou o pouso forçado na baía de Camamu, na região baixo-sul da Bahia

Um helicóptero da Petrobras fez um pouso forçado na baía de Camamu, na manhã desta quarta-feira (16), próximo ao campo de Manati, na região do baixo-sul da Bahia. De acordo com informações do G1 Bahia, funcionários da empresa estavam a bordo a aeronave. Uma pessoa morreu no acidente.

Ainda segundo o site, as causas para o pouso forçado ainda não foram identificadas. Em nota, a Petrobras informou que 13 pessoas estavam no avião. Os outros tripulantes foram resgatados com ferimentos leves, segundo a empresa.

Após pouso de emergência no mar de um helicóptero que se deslocava de Salvador para a plataforma de Manati, na Baía de Camamu, na Bahia, um tripulante da aeronave veio a óbito, após resgate por embarcação próxima. Outras 12 pessoas que estavam na aeronave também foram resgatadas com ferimentos leves e levadas para receber atendimento médico em Salvador. Os órgãos competentes já foram comunicados. Uma comissão será formada para apurar as causas do incidente", diz a nota. 

Informações preliminares apontam que o helicóptero estava chegando para pousar na Plataforma de Manati (PMNT-1), que pertence à Petrobras.

A Polícia Militar informou que duas aeronaves do Grupamento Aéreo da Polícia Militar da Bahia (Graer) resgataram 11 vítimas, número diferente do informado pela Petrobrás. 

A Santa Casa de Misericórdia de Valença, cidade próxima ao local do acidente, afirmou que adotou medidas para os atendimentos necessários, reforçando a equipe e disponibilidade dos leitos. A nota do hospital fala ainda sobre pacientes mais graves, que devem ser encaminhados diretamente para a capital baiana. 

Reportagem em atualização

Nenhum comentário:

Postar um comentário