Páginas


sexta-feira, 18 de fevereiro de 2022

Em São Luís

Greve entra no 3º dia e audiência pode encerrar movimento

Terceiro dia de greve geral dos rodoviários em São Luís. A capital maranhense segue sem transporte coletivo por conta da greve dos rodoviários.

A grande expectativa para hoje é a audiência de conciliação que será realizada às 10h da manhã, no Tribunal Regional do Trabalho do Maranhão (TRT-MA) e reunirá os representantes do SET, Sindicato dos Rodoviários e SMTT. A audiência pode selar o fim do movimento.

Os rodoviários reivindicam 15% de reajuste salarial, ticket alimentação de R$ 800, a inclusão de mais uma pessoa da família no plano de saúde, pagamento dos salários atrasados e a manutenção do empregos de cobradores de ônibus.

O SET oferece apenas 5% de reajuste salarial mediante a demissão dos cobradores. Além dessa contraproprosta, o SET defende que a Prefeitura de São Luís reajuste a tarifa de ônibus para R$ 4,20.

Ontem pela manhã (17), a Câmara de Vereadores realizou uma audiência com o secretário Diego Baluz, da SMTT, mas nada de concreto foi resolvido. À tarde, o secretário de Governo, Enéas Fernandes concedeu entrevista à imprensa e reafirmou que a Prefeitura de São Luís está cumprindo o acordo celebrado para o fim da greve realizada no ano passado  e que o ST deveria ter concedido reajuste de  5% aos rodoviários por conta do Auxílio Emergencial do Transpor Público que foi prorrogado por mais dois meses.

O Tribunal do Regional Trabalho no Maranhão (TRT-MA), acatou, na quarta-feira (17), pedido da Prefeitura de São Luís e concedeu liminar mandando descontar os dias parados dos rodoviários por conta da greve geral e ainda reconheceu a abusividade e ilegalidade do movimento.

Na terça-feira (15), o TRT determinou que 80% da frota do transporte público circulasse, na Região Metropolitana de São Luís que continua sem ônibus e estabeleceu multa diária de R$ 50 mil pelo descumprimento da decisão.

Foto: Zeca Soares

Nenhum comentário:

Postar um comentário