Páginas


sábado, 23 de outubro de 2021

Rodoviários e empresários não chegam a acordo e greve continua; nova audiência está marcada para as 18h deste sábado



Após a reunião entre representantes do Sindicato Rodoviários e do SET, na manhã deste sábado (23), terminar sem acordo, a greve do transporte coletivo continua, em São Luís.

Diante do impasse, será realizada nova audiência de conciliação neste sábado (23), às 18h, no Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA).

A princípio, a audiência havia sido adiada após a reunião desta manhã no Tribunal Regional do Trabalho (TRTMA), para que as partes pudessem discutir o que foi abordado durante a ocasião.

Segundo o Sindicato dos Rodoviários, não houve durante o encontro nenhuma proposta para que pudesse, segundo a classe, resolver o empasse e decretar o fim da greve.

Como não houve acordo entre os participantes da reunião, o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Maranhão (STTREMA), Sindicato das Empresas de Transporte (SET) junto com a Procuradoria do Município de São Luís, a audiência do MPT-MA foi mantida para o final da tarde.

Confira a Nota do MPT-MA

O Ministério Público do Trabalho no Maranhão (MPT-MA) informa que está mantida a audiência de mediação deste sábado (23), às 18h, na sede do órgão, no Calhau.

O motivo foi a impossibilidade dos sindicatos dos rodoviários e das empresas de transporte chegarem a um consenso com a Procuradoria do Município de São Luís.

O objetivo do MPT-MA é retomar as negociações e ajudar a solucionar de forma extrajudicial o impasse.

Confira a Nota do Sindicato dos Rodoviários

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão informa, que não houve acordo entre os trabalhadores e empresários, na audiência de conciliação, realizada na manhã deste sábado (23), no TRT-MA.

A Prefeitura, por meio da Procuradoria do Município, esteve presente na audiência, mas não propôs nenhuma medida, que pudesse resolver o impasse e definitivamente, acabar com o movimento.

Para as 18 horas, está marcada uma audiência de mediação no MPT-MA, que deverá reunir, mais uma vez, trabalhadores e patrões.

O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão reafirma, que segue aberto ao diálogo, para que as reivindicações dos trabalhadores sejam atendidas e a greve encerrada.

Ascom Sind. Rodoviários - MA

Reivindicações

A categoria reivindica:

— 13% de reajuste salarial;

— jornada de trabalho de seis horas; tíquete de alimentação no valor de R$ 800;

— manutenção do plano de saúde

— inclusão de um dependente e concessão do auxílio-creche para trabalhadores com filhos pequenos.

A Greve e a omissão de Eduardo Braide

A decisão da greve no transporte público da Grande São Luís, segundo o Sindicato dos Rodoviários, foi tomada em Assembleia Geral, realizada no dia 13 de outubro, e teve início nas primeiras horas de quinta-feira (21).

A Justiça chegou a determinar que 90% da frota permanecesse em circulação e, em caso de desobediência, impôs multa de R$ 50 mil por dia contra o Sindicato dos Rodoviários. Mesmo com essa pressão da Justiça, que atendeu a pedido da Prefeitura de São Luís, os rodoviários decidiram manter a greve.

Até o momento, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide, não se manifestou sobre a paralisação e nem apresentou proposta que possa ajudar a acabar com o movimento grevista.

Pelas informações, a Prefeitura estaria estudando conceder uma espécie de auxílio emergencial aos empresários.

Por que a Prefeitura sempre trabalha a favor dos empresários? Por que não ameaça cassar concessão por não cumprimento do acordo coletivo firmado com os rodoviários? Não pode fazer intervenção administrativa em empresas que sempre alegam que estão trabalhando no vermelho e, portando, não cumprem o acordo coletivo.

Na verdade, o prefeito Eduardo Braide é omisso e não tem compromisso nenhum com os trabalhadores do sistema de transporte coletivo.

..................

Postagens relacionadas

— Sindicato ‘vai pro pau’ com a Justiça e confirma greve de ônibus em São Luís a partir desta quinta-feira

— Rodoviários decidem manter greve em São Luís

— Sem acordo, rodoviários continuam em greve por tempo indeterminado; nova audiência de conciliação ocorrerá neste sábado

Nenhum comentário:

Postar um comentário