Páginas


quarta-feira, 22 de setembro de 2021

Funcionários da Caema são presos por envolvimento em fraudes que geraram prejuízo de R$ 500 mil à empresa

A Polícia Civil do Maranhão, através do Departamento de Combate a Crimes Tecnológicos (DCCT/SEIC), realizou, na terça-feira (20) e quarta (21), cumprimento de mandados de busca e apreensão e prisões preventivas em desfavor de dois funcionários envolvidos em fraudes contra a Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema).

Uma das funcionárias envolvidas, de iniciais I. da S.L, foi presa, na segunda-feira (20), na cidade de Itapecuru-Mirim. Ela seria esposa de um dos envolvidos no esquema criminoso, que também foi preso.

O prejuízo gerado à Caema chega a mais de R$ 500.000,00. A conduta dos funcionários era que, de forma fraudulenta, acessavam o sistema da companhia para verificar os clientes que possuíam débito. 

Com isso, os fraudadores entravam em contato como se fosse do setor de cobranças para ofertar aos clientes valores abaixo da dívida total para realizar a quitação do débito.

Ao tomar conhecimento do crime, o Departamento de Crimes Tecnológicos iniciou investigações e análises dos rastros deixados pela conduta criminosa. Com isso, foi possível a identificação da autoria da ação criminosa.

As investigações terão continuidade a fim de identificar se mais funcionários estariam envolvidos no esquema criminoso.

Após o cumprimento dos mandados e interrogatórios, os presos foram encaminhados ao Sistema Penitenciário. Os equipamentos apreendidos serão analisados a fim de aprofundar as investigações.

Por Gilberto Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário