Páginas


sexta-feira, 24 de setembro de 2021

 

Clayton Noleto é pré-candidato a Deputado Federal derrubando preconceito e desconfiaça com competência e trabalho, muito trabalho pra mostrar...



Cada vez mais o nome de CLAYTON NOLETO, atual Secretário de Infraestrutura do Estado do Maranhão, por sinal a pessoa que mais tempo ficou à frente dessa que talvez seja a pasta mais importante do estado, ocupando-a desde janeiro de 2015, se consolida como forte candidato a Deputado Federal. Homem forte no governo Flávio Dino, Clayton comanda as obras do governo que mais realizu obras em toda a história do Maranhão. Recentemente esse humilde professor que voz fala ouviu de um notório SARNEYSTA na região, a seguinte fala: "OLHA, VIAJO MUITO PELO MARANHÃO, PRINCIPALMENTE PELA REGIÃO TOCANTINA, E NOME QUE MAS SE FALA PARA CÂMARA FEDERAL É O DE CLAYTON NOLETO. 

Quem já é ou já foi meu aluno sabe que sou um professor "contador de histórias", por isso vou contar algumas historinhas aqui, nesse meu humilde espaço de exposição das minhas ideias.

primeira é de outubro de 2014, logo após a vitória de Flávio Dino para o seu primeiro mandato, estávamos na sede do Curso Teorema, do amigo Marco Aurélio que tinha acado de ser eleito para seu primeiro mandato como Deputado Estadual e Clayton havia sido anunciado como futuro Secretário de Infraestrutura, o mesmo cargo que ocupa até hoje, quando de repente nos deparamos com essa postagem bizarra e preconceituosa no FACEBOOK de Ricardo Murad, "ex-homem forte" do governo Roseana Sarney que findaria em poucos meses: 


Murad destilava todo o seu odio e preconceito, vindo ele de família tradicional da política maranhense, não se conformava em ver um jovem de origem humilde e do interior do estado, ocupar um cargo tão importante na política maranhense.

Eu rapidamente peguei meu limitado Smartphone da época e redigi um pequeno texto e publiquei aqui mesmo que repercutiu por todo o estado. Se quiser dar uma olhada na postagem da epoca é só clicar nesse LINK.

Ciente ou avisado da besteira que fez, apagou, mas eu printei, e OS PRINTS SÃO ETERNOS, e de lá pra cá, nesses 6 anos e 8 meses, Clayton todo santo dia faz Murad e quisquer outros que duvidaram da sua capacidade, queimarem ou morderem a própria língua, e o resto é história.

A segunda história vem de agosto de 2015, a essa altura ninguém mais duvidada da capacidade de Clayton como gestor e a cidade de Imperatriz vivia a expectativa de saber quem substituiria Sebastião Madeira, o próprio Madeira apoiava o nome de Clayton e eu via como inevitável a indicação do seu nome como candidato a prefeito, e escrevi que era INEVITÁVEL sua candidatura. Se quiser dar uma olhada na postagem da epoca é só clicar nesse LINK 2.

Pouco tempo depois, na sede do PCdoB, que na época era na rua Cel. Manoel Bandeira, sim eu mais uma vez estava lá, eu o vi, emocionado, dizer: EU SOU CLAYTON NOLETO E SOU PRÉ-CANDIDATO A PREFEITO DE IMPERATRIZ.



Pena que eu estava, errado sobre essa tal INEVITABILIDADE, eu havia esquecido de ponderar o fator Flávio Dino e a competância e brilhante trabalho de Clayton à frente da pasta da Infraestrutura.

Apelidado como POSTO IPIRANGA, por aliados e adversários, por sua capacidade de concentrar e resolver diversas questões relativas ao governo do estado, inclusive fora da sua pasta, Clayton não concorreu à prefeitura de Imperatriz em 2016 para ficar na pasta até o final do mandato de Flávio Dino. Eu também escrevi sobre isso na época e caso você queira ler, é só acessar o LINK 3 .

Flávio Dino estava certo, o Maranhão, naquele momento não poderia abrir mão da pessoa que comandava o trabalho de reconstrução do estado, mas certamente Imperariz muito perdeu em não ter a possibilidade de ter um prefeito como Clayton.

Mas se eu estava errado em 2015 em falar nessa tal INEVITABILIDADE, tenho certeza que agora não estou, com a proximidade do último mandato de Flávio Dino, que provavelmente será o próximo Senador do Maranhão, Clayton Noleto deverá seguir para a Câmara Federal para continuar fazendo muito por Imperatriz e por todo estado do Maranhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário