Páginas


sábado, 31 de julho de 2021

Flávio Dino entrega Praça Mestre Antônio Vieira com estrutura moderna e amplo espaço de lazer no Monte Castelo

Neste sábado (31), às 16h30, o governador Flávio Dino entrega a Praça Mestre Antônio Vieira, no bairro do Monte Castelo, para a população de São Luís. O espaço possui uma área de 3.743 metros quadrados e recebeu obras da gestão estadual para se transformar em um novo espaço de lazer e cartão-postal de São Luís. O nome da praça é uma homenagem a Antônio Vieira, grande músico e poeta maranhense.

“No Monte Castelo, onde antes havia um espaço urbano abandonado, fizemos a Praça que homenageará o mestre Antônio Vieira, grande compositor e cantor do Maranhão”, declarou o governador em suas redes sociais.

A praça foi construída onde antes havia um terreno abandonado e que, por anos, era usado como depósito de lixo. Agora, a área recebeu uma praça com estética moderna, mobiliário urbano, caramanchões de lazer com jogos de tabuleiro, academia de saúde, playground, sistema de iluminação em LED, pontos de acesso à internet, paisagismo com gramas e plantas ornamentais.

Desde o início da gestão, o governador Flávio Dino tem priorizado a revitalização de espaços públicos antes abandonados na capital maranhense. O novo visual do lugar foi possível a partir das obras realizadas pela Secretaria de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), transformando um sonho antigo da população em realidade.

“Essa obra vai nos trazer benefícios e qualidade de vida para todos, pois o local é projetado com muitos ambientes para contemplar todas as idades. Era um anseio antigo da comunidade. O local antes era um lixão, insalubre e inseguro para todos, com a obra tudo vai mudar”, destacou o professor Isnaldo de Jesus Santos.

Maria de Lurdes, que mora há 50 anos no bairro, observou os benefícios para a saúde da comunidade. “A gente faz caminhada. É sempre bom ter um espaço com academia ao ar livre. É mais seguro. Aqui passam muitos carros e a população do bairro necessitava e aprova a obra. Ela chegou na hora certa”, disse.

Arte, cultura e história

A praça também vai ganhar um mural de grafite, produzido por 12 artistas maranhenses. A arte urbana vai retratar a história e obras do mestre Antônio Vieira, falecido em 2009. A história do músico, sua relação com a cultura e com o bairro em que viveu, além do resgate da memória da estação de bonde que havia no local, será recontada pelas imagens, no mural de 150 metros.

“Mostrar a história por meio das cores da arte urbana é sensacional e ao mesmo tempo é gratificante fazer parte desse trabalho tão belo e valioso. É uma forma de resgatar a cultura, mostrar a riqueza e a potencialidade dos nossos artistas regionais por outro olhar da arte e dos desenhos do grafite”, evidenciou o grafiteiro Gustavo Rosa, que participa do projeto.

A obra em grafite tem a assinatura de Edi Bruzaca, Luis Gustavo da Silva Rosa, Cassiano Estevão, Wedson Silva Nascimento, Eduardo, Bruno Níkson, Ronald Nagô, Fael Jesus, Carlos Augusto Silva Junior, Railde Paula Diniz Araújo, Negônica e Gil Peniel.

“A proposta do Governo do Estado de movimentar e narrar uma história através de um painel com arte urbana é uma maneira de interagir com a comunidade e democratizar os espaços públicos. Retratar a história e a cultura de um bairro como o Monte Castelo, que possui grandes personalidades da música popular maranhense e brasileira, por meio dos desenhos, das cores da grafitagem, é uma experiência maravilhosa; demonstrar o cuidado do poder público em valorizar e preservar a memória e a cultura do povo”, disse Negônica, que também desenvolve sua arte no mural.


O secretário das Cidades e Desenvolvimento Urbano, Márcio Jerry, destacou a importância da obra para a área.

“A Praça Mestre Antônio Vieira é mais um equipamento urbano que o governador Flávio Dino vai entregar para a população de São Luís, promovendo lazer, integração social e incentivando a economia local. Aqui será um espaço de convívio e de oportunidades”, disse.

“Trazer o grafite para esta praça é uma forma de democratizar os espaços públicos, levar conhecimento por meio da arte, aproximar os moradores para desfrutarem do local, bem como estimular a relação de pertencimento do cidadão para a conservação do equipamento, que representa tão bem este bairro”, ressaltou Jerry.

Biografia

Mestre Antônio Vieira dedicou sua vida à música. Nasceu em São Luís, em 1920, e teve mais de 60 anos de carreira. Seu primeiro sucesso foi a música “Mulata bonita”.

Dono de um conhecimento ímpar sobre a cultura maranhense, expressa por diversos meios e sentidos e rica em suas múltiplas vertentes, Mestre Antônio Vieira cantou os sotaques de uma região cuja formação traz na bagagem a cultura de indígenas, negros e europeus.

Ele é um dos ícones da cultura maranhense, que começou a ser conhecido e reconhecido em todo o Brasil e no mundo aos 77 anos de idade, em 1997, quando a também maranhense Rita Ribeiro gravou duas de suas músicas: “Tem quem queira” e “Cocada”.

Antônio Vieira morreu no dia 7 de abril de 2009, por falência múltipla dos órgãos. Sua arte plural e multifacetada é um legado para o Brasil e para o mundo.

A reportagem do blog esteve no local, na manhã deste sábado. Trabalhadores finalizam os trabalhos, principalmente na parte de iluminação.

Confira mais fotos














Nenhum comentário:

Postar um comentário