Páginas


segunda-feira, 29 de março de 2021




Semana passada, a equipe do jornalista Gedeon Rocha dos Santos recebeu uma informação de que os salários de alguns funcionários da Santa Casa de Misericórdia em nossa cidade estavam atrasados entrando pelo quarto mês consecutivo.

Imediatamente a equipe entrou em contato com a Secretaria Municipal de Saúde, na pessoa do seu secretário, o Sr Joel Nunes que se manifestou, em nota, conforme se depreende a seguir:

NOTA

A Secretaria Municipal de Saúde vem através desta esclarecer que o contrato com a Santa Casa de Misericórdia do Maranhão está regulamentado sob a Lei nº 8.080/90, que prevê a competência do município para celebrar contratos e convênios com entidades prestadoras de serviços privados de saúde.

Desta maneira, há por parte da Semus a realização do pagamento pelos serviços regulados em contrato, sendo de inteira responsabilidade da administração da Santa Casa a aplicação do recurso, inclusive para o pagamento de seus funcionários.

No que cabe à Secretaria Municipal de Saúde, reiteramos que o pagamento do convênio está sendo realizado de forma regular, reforçando o compromisso desta gestão em reduzir os atrasos no pagamento dos prestadores de serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), inclusive à Santa Casa, para garantir a oferta e o atendimento de saúde gratuito nestas instituições.

Diante de tais informações, requer-se a solução do presente impasse no sentido de restabelecer o pagamento devido bem como a atualização dos meses passados tendo em vista que estes profissionais encontram-se diariamente na linha de frente ao combate do corona vírus e se vendo em sérias dificuldades em continuar mantendo as suas famílias.

RECORDE A SOLICITAÇÃO DO JORNALISTA

São Luis. 23 de março de 2021.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR
Joel Nunes
Secretário Municipal de Saúde
NESTA

 

Senhor Secretário,

Eu, Jornalista Gedeon Rocha dos Santos, por meio das redes sociais e de diversos chamados telefônicos, chegou ao meu conhecimento um triste fato que me fora relatado: que os salários dos funcionários da Santa Casa de Misericórdia estão atrasados entrando no quarto mês consecutivo.

Cumpre-nos salientar que tais profissionais estão se vendo impedidos de sustentar suas famílias e de, até mesmo, se deslocarem até os postos de trabalho.

É cediço que atravessamos o momento mais delicado de nossa história quando milhares de profissionais da saúde estão sendo desmotivados pelo cansaço e até abatidos pelo inimigo invisível.

Então, certo de que Vossa Excelência irá ver com olhos sensíveis para esta situação, solicito providências imediatas para senão sanar, mas amenizar aquele sofrimento dos profissionais.

Sem mais para o momento, subscrevo-me.

GEDEON ROCHA DOS SANTOS

P.S. Para acompanhar o nosso trabalho nas redes sociais basta procurar por #gedeonlivre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário