terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

 

Com o preço da gasolina em alta e com baixa nas tarifas, motoristas de aplicativos Une e 99 pensam em desistir da atividade em São Luís e Ribamar


Com o aumento absurdo no preço da gasolina e com baixa nas tarifas oferecidas pela Uber e 99, motoristas por aplicativo já pensam em mudar de profissão e abandonar essa atitude em São Luís.


Tanto a 99 quanto a Uber não ajustaram os preços das tarifas de acordo a inflamação, por exemplo: uma corrida de 10 km por 5 Reis não compensa, mesmo que o carro seja 1.0, nesse caso o motorista não consegue nem repor o combustível que foi gasto no trajeto, sendo que 1litro de gasolina não sai por menos de 5 reais dos postos de combustíveis. 


Segundo informações dos próprios motoristas por aplicativos, as duas empresas estariam escravizando profissionais em São Luís.


"Hoje estamos pagando para rodar nesses aplicativos, o preço oferecido por eles mal da pra comprar um litro de gasolina, com o aumento do combustível ficou ainda pior de trabalhar, sem dinâmica e com o preço na tarifa reduzida a Uber e 99 tiram do nosso bolso e dão para os passageiros, nada contra eles pagarem menos por uma viagem, mais essas empresas deveriam pensar também no motoristas, somos pais de famílias que tiramos os nossos sustentos dessa atividade em São Luís, mas desse jeito vamos acabar abandonando e procurar fazer uma outra coisa que seja melhor que essa", assim nos explicou Everton motorista por aplicativo há mais de 2 anos.


Esperamos que essa atividade não acabe no Maranhão pois facilita muito a vida de pessoas que precisam se locomover, agora cabe a Uber e a 99 sentar com esses profissionais e encontrar a melhor saída para resolver o problema.


Por Marcello Diaz




Nenhum comentário:

Postar um comentário