quarta-feira, 5 de fevereiro de 2020

Durante pronunciamento, realizado na tribuna da Câmara, o deputado Hildo Rocha afirmou que o combate à violência contra as mulheres para ser eficaz, para alcançar os objetivos, tem que ir além do aprimoramento da legislação. Clique aqui e veja o vídeo.
“O Congresso Nacional tem obrigação de construir legislação que seja adequada para evitar traumas como os que frequentemente ocorrem com as mulheres, mas não é apenas a mudança na legislação que vai resolver esse grave problema, da atualidade, que é a violência contra as mulheres. Eu pergunto: por que os casos de feminicídios não diminuem, mesmo com todas as mudanças que fizemos na legislação? É porque a solução também está nas escolas, está nas igrejas e principalmente, está no ambiente familiar”, assegurou Hildo Rocha.
Sugestão
O parlamentar sugeriu a participação dos Agentes Comunitários de Saúde no trabalho de prevenção à violência contra as mulheres. Para Hildo Rocha o contato próximo dos agentes com as famílias, possibilita o desenvolvimento de um bom trabalho de prevenção. Mas, alertou que é necessário fazer a capacitação dos profissionais da saúde para poder realizar bem o trabalho e contribuir para a valorização das políticas de apoio às mulheres.
“Os agentes de saúde podem realizar um ótimo trabalho na prevenção da violência contra as mulheres. Muitos deles exercem o papel de ouvintes das comunidades, atuam como psicólogos amadores, eles conhecem a realidade de cada família. Agora, para poderem atuar nessa área com eficácia eles precisam de capacitação e incentivos, até porque eles não estão contratados para realizar essas atividades.  Acredito que os agentes comunitários de saúde podem ser eficientes difusores de campanhas de conscientização”, argumentou Hildo Rocha.
Omissão
O parlamentar lamentou que no Maranhão pouco ou quase nada é feito pelo governo a fim de combater a violência contra a mulheres. “Existe uma secretária da mulher no Maranhão, entretanto ela funciona precariamente porque o órgão não tem recursos, o governador não oferece estrutura, não disponibiliza condições adequadas para que os profissionais que trabalham na área possam exercer as suas atividades como deveriam. A violência contra as mulheres não pode ser tratada apenas nas delegacias de polícias. Enquanto se tratar da violência contra as mulheres apenas no âmbito da segurança pública não vamos resolver o problema”, afirmou Hildo Rocha.
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário