quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Neta de patroa em Ribamar mata empregada doméstica por asfixia com fio de chapinha no bairro Santa Efigênia, em São Luís

Uma mulher identificada como Francisca Doralice da Silva, de 48 anos, foi assassinada, na manhã desta quinta-feira (30), na Rua São Jorge, no bairro Santa Efigênia, em São Luís, nas proximidades do Socorrão 2.

De acordo com a Polícia Civil, a vítima era empregada doméstica e foi morta asfixiada com fio de uma chapinha.

O crime foi denunciado por Daniela da Silva Rolim, de 20 anos, que foi até a Delegacia Especial da Cidade Operária (DECOP) e confessou que havia assassinado Francisca com o objeto.

A vítima trabalhava como empregada doméstica na casa da avó da suspeita. A polícia investiga a motivação do crime.

Uma equipe da Polícia Militar do Maranhão (PM-MA) foi enviada para o local do crime, que encontrou o corpo da vítima deitado no chão sem vida. Ao lado da vítima, foi encontrada uma faca.

O objeto foi recolhido e deve passar por perícia. O corpo de Francisca Doralice da Silva foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para ser periciado.


Francisca Doralice era moradora do Jardim Tropical, em São José de Ribamar, nas proximidades do bairro Santa Efigênia, na região do Hospital Clementino Moura, o Socorrão 2.Font 3

Nenhum comentário:

Postar um comentário