quinta-feira, 24 de outubro de 2019

Hoje Tem Vigília de Avivamento e Poder na Assembleia de Deus de Avivamento Sede as 20:00 horas no Sitio do Apicum


Resultado de imagem para fotos da vigilia de avivamento

Se você deseja intensificar a busca pelo Espírito Santo em uma madrugada de oração, adoração e louvor, participe da Vigília de “Avivamento e Poder”. Com entrada franca, a atividade acontecerá amanhã no dia 25 de setembro, a partir das 20h, na Igreja Assembleia de Deus do Avivamento Sede (Avenida Panaquatira Nº 1005 – bairro Sitio do Apicum). a trezentos metros da Escola (IEMA), atrais da para de ônibus de concreto.   
Realizada pela equipe da Igreja Assembleia de Deus do Avivamento, a vigília tem como tema “ Vele de Jaboque ” e remete à história bíblica de Jaco.

Os preletores: Pr Gerlan Sousa e Miss Alciane, Pr Hamilton e Miss. Dina, Pr. Clemilton e Davi, Pr. Moises Martins e Miss. Bianca.       

Jacó passa o vau de Jaboque com sua família

E na tentativa de proteger seus filhos e esposas da ira de Esaú, Jacó os divide em dois grupos e, apressadamente de noite, os faz atravessar o vau de Jaboque. Ele porém ficou só.
Certamente para orar, Jacó se preparava para conversar com Deus.
E levantou-se aquela mesma noite, e tomou as suas duas mulheres, e as suas duas servas, e os seus onze filhos, e passou o vau de Jaboque. Gênesis 32:22
E tomou-os e fê-los passar o ribeiro; e fez passar tudo o que tinha. Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu. Gênesis 32:23-24






Jacó possuía inúmeros servos e servas, muitos trabalhadores fiéis que ele poderia ter utilizado em uma guerra com seu irmão Esaú.
Mas diferentemente de quando era mais jovem, quando tentou ele mesmo resolver situações que estavam além de suas forças, agora as circunstâncias da vida, as dificuldades que havia passado o ensinaram a crer e confiar na providência divina.

Jacó luta com o anjo no vau do Jaboque

E quando Jacó no íntimo do seu coração se dispõe a orar, a renunciar ao conflito e ao seu “Eu” para depender somente de Deus, o próprio Senhor, em uma teofania, vem ao encontro de Jacó para transformá-lo em Israel.
Jacó, porém, ficou só; e lutou com ele um homem, até que a alva subiu. Gênesis 32:24
E vendo este que não prevalecia contra ele, tocou a juntura de sua coxa, e se deslocou a juntura da coxa de Jacó, lutando com ele. Gênesis 32:25





E na sua luta com o Anjo, as palavras de Jacó: “não te deixarei ir, se não me abençoares”, eram de imensa profundidade. Traziam em si o significado de toda a sua história.
Era como se Jacó dissesse: “Eu preciso da tua benção, pois aquela benção que eu roubei, quando eu tentei ser abençoado por meus próprios meios, quando eu tentei dar uma “ajudinha” a Deus, aquela “benção” tem me custado muito caro.”
E disse: Deixa-me ir, porque já a alva subiu. Porém ele disse: Não te deixarei ir, se não me abençoares. Gênesis 32:26
jacó luta com o anjo
Jacó Luta com o Anjo: “Não Te Deixarei Ir Se Não Me Abençoares”.
 A luta de Jacó com o Anjo não falava da sua capacidade, antes confessava a sua incapacidade de trazer sobre si mesmo a benção de Deus. Porém, se existia uma sinceridade no coração de Jacó, era que ele queria ser abençoado.
E ele reconhecia que esta benção só poderia vir de Deus. E ele vem à luta com o Anjo do Senhor, com este pedido, com muita sinceridade, e com esta certeza de que o Senhor poderia abençoá-lo.
Jacó não desistiu, lutou com o Anjo por sua benção, insistiu. Ele havia passado toda a sua vida em busca da benção de Deus. Até o dia em que a Benção Viva, veio e o encontrou.
E Jacó na sua muita persistência, prevalece, deixando Deus alegremente “derrotado”.
Deus é todo poderoso, invencível, mas tem um estranho prazer de se deixar vencer por seus servos, que se chegam a Ele com um coração sincero e contrito.
E disse-lhe: Qual é o teu nome? E ele disse: Jacó. Então disse: Não te chamarás mais Jacó, mas Israel; pois como príncipe lutaste com Deus e com os homens, e prevaleceste. Gênesis 32:27-28

A vitória de Jacó

A “vitória” de Jacó sobre o Anjo do Senhor, mostrava mais a disposição de Deus em ser vencido, do que de vencer.
Deus só se deixou vencer porque lutava com um Jacó cheio de defeitos, cheio de problemas, cheio de incapacidades. Deus se deixou vencer não porque Jacó era poderoso ou capaz de fazê-lo.
Antes Deus manifestava a sua graça na vida de um homem imperfeito, cheio de imperfeições, pois na vida de Jacó a graça de Deus era tudo o que ele possuía de real valor.
Onde abundou o pecado, superabundou a graça. E Jacó não hesitou em contar com a graça de Deus.
E Jacó lhe perguntou, e disse: Dá-me, peço-te, a saber o teu nome. E disse: Por que perguntas pelo meu nome? E abençoou-o ali. Gênesis 32:29

Nova vida

Na antiguidade, o nome de um homem não era simplesmente um nome, mas trazia a representação do seu caráter. Por isso o nome de Jacó foi mudado, agora para Israel, pois foi transformado pelo poder da graça.
Terminava ali a história de um suplantador e começava a vida do pai de uma grande nação.
E chamou Jacó o nome daquele lugar Peniel, porque dizia: Tenho visto a Deus face a face, e a minha alma foi salva. Gênesis 32:30


A luta de Jacó com o anjo do Senhor ocorreu durante toda a noite. Uma linda simbologia que nos traz uma mensagem de conforto.
Noite é tempo de escuridão, de dificuldade. A adversidade, a luta pode durar uma noite inteira, mas ao amanhecer virá a benção do Senhor.
Porque a sua ira dura só um momento; no seu favor está a vida. O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã. Salmos 30:5








Nenhum comentário:

Postar um comentário