window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-SS4D0CGZVY'); Pastor Moises Martins

Páginas


terça-feira, 25 de junho de 2024

Polícia Civil participa de operação contra poluição sonora em São Luís

Além da Delegacia de Costumes, os trabalhos também foram realizados pela união do Ministério Público do Estado do Maranhão (MP/MA), da Polícia Militar (PM/MA) e da Secretária de Meio Ambiente (Semmam) do município.

A polícia Civil do Maranhão (PC-MA), participou, na noite da última sexta-feira (21), de uma operação policial, contra o crime de poluição sonora no bairro Jardim Renascença, no entorno da Lagoa da Jansen, em São Luís.

Além da Delegacia de Costumes, os trabalhos também foram realizados pela união do Ministério Público do Estado do Maranhão (MP/MA), da Polícia Militar (PM/MA) e da Secretária de Meio Ambiente (Semmam) do município.

Durante os trabalhos, diversos bares e restaurantes foram fiscalizados. Devido a constatação de crime ambiental em um dos estabelecimentos, os policiais apreenderam equipamentos de som, e realizaram a prisão e condução de uma pessoa para a Delegacia de Costumes, onde foi lavrado procedimento criminal.

A operação é fruto de um esforço conjunto das instituições, visando à redução da poluição sonora que, comprovadamente, traz graves danos à saúde das pessoas.

Além da Delegacia de Costumes, os trabalhos também foram realizados pela união do Ministério Público do Estado do Maranhão (MP/MA), da Polícia Militar (PM/MA) e da Secretária de Meio Ambiente (Semmam) do município.

Durante os trabalhos, diversos bares e restaurantes foram fiscalizados. Devido a constatação de crime ambiental em um dos estabelecimentos, os policiais apreenderam equipamentos de som, e realizaram a prisão e condução de uma pessoa para a Delegacia de Costumes, onde foi lavrado procedimento criminal.

A operação é fruto de um esforço conjunto das instituições, visando à redução da poluição sonora que, comprovadamente, traz graves danos à saúde das pessoas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário