window.dataLayer = window.dataLayer || []; function gtag(){dataLayer.push(arguments);} gtag('js', new Date()); gtag('config', 'G-SS4D0CGZVY'); Pastor Moises Martins

Páginas

segunda-feira, 18 de março de 2024

Homem, mulher e bebê morrem no Rio de Janeiro baleados dentro de carro

Os três estavam parados em um Voyage branco quando criminosos em um outro veículo emparelharam e abriram fogo.

Um casal e um bebê, aproximadamente com 1 ano de idade, foram fatalmente baleados após o veículo em que estavam ser alvo de vários disparos no final da noite deste domingo (17) em Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

BEBÊ AINDA FOI SOCORRIDO: O homem e a mulher foram mortos instantaneamente, enquanto o bebê, com cerca de 1 ano de idade e atingido por um tiro na cabeça, passou por cirurgia, porém não sobreviveu. Até o momento desta atualização, apenas o bebê havia sido identificado: Miguel Felipe dos Santos Rodrigues.

MOTIVAÇÃO DESCONHECIDA: A relação de parentesco entre Miguel e o casal ainda não foi confirmada. A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí está investigando o incidente e procurando determinar as motivações por trás do ataque.

COMO FOI O ATAQUE? Os três ocupantes estavam dentro de um Voyage branco alugado de uma locadora quando, ao pararem em frente a um ponto de ônibus na Estrada Bento Pestana, no bairro Baldeador, indivíduos em outro veículo se aproximaram e começaram a disparar. A mulher estava no banco traseiro e fez uma tentativa de proteger o bebê. O Voyage alugado onde as vítimas estavam está registrado no Detran-SP. Segundo a documentação do veículo, o carro é do Município de São Paulo. 

CRIANÇA TEVE BALA ALOJADA NA CABEÇA: A criança ficou com uma bala alojada na cabeça e sofreu uma fratura na perna. Moradores a levaram para o Hospital Municipal Getúlio Vargas Filho (Getulinho). Devido à gravidade do caso, os médicos optaram por transferi-la para o Hospital Estadual Alberto Torres, onde foi submetida a uma cirurgia. Entretanto, às 5h08 desta segunda-feira, o menino veio a falecer.



Nenhum comentário:

Postar um comentário