Páginas


quinta-feira, 24 de fevereiro de 2022

Rússia dispara mísseis contra cidades da Ucrânia

O presidente da Rússia, Putin justificou ação militar para proteger separatistas no leste e ameaçou quem tentar interferir. ONU pediu que ele recue e Biden disse que guerra será catastrófica. Acompanhe aqui pelo G1.

Putin ordenou uma ação militar no leste da Ucrânia, onde estão as regiões separatistas que ele reconheceu como independentes.

Ao discursar, o presidente russo fez ameaças e disse que quem tentar interferir sofrerá consequências nunca vistas.

Comando militar da Ucrânia afirma que país sofre uma segunda onda de ataques por mísseis.

O Ocidente condenou imediatamente a decisão. A ONU pediu que Putin recue e Biden disse que a Rússia escolheu uma guerra de perdas catastróficas muito remota.

É esperado que os países ocidentais anunciem, nas próximas horas, novas sanções para sufocar a economia russa.

Brasileiros pedem ajuda –  Cerca de 20 brasileiros estão em um hotel localizado na cidade de Kiev, na Ucrânia, e pedem ajuda à embaixada brasileira para deixar o país após o anúncio da invasão das tropas militares russas, no início da madrugada desta quinta-feira (24). Um vídeo feito por eles pede socorro à embaixada.

Entre os jogadores, está o santista Aluísio Chaves Ribeiro Moraes Júnior, mais conhecido como Junior Moraes, ele é um dos brasileiros que pede ajuda pelas redes sociais para deixar a capital da Ucrânia com a família. Junior é naturalizado ucraniano e atua como atacante. Atualmente, joga pelo Shakhtar Donetsk e pela Seleção Ucraniana. Veja no vídeo abaixo e leia a reportagem completa aqui.

Foto: Divulgação/Serviço de Emergência da Ucrânia/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário