Páginas


quarta-feira, 8 de dezembro de 2021

Grupo cristão Kemuel faz festa a fantasia Gay ou da Bruxas e é atacado em rede social

Jovens que fazem música inspirada no gospel norte americano publicam imagens ousadas durante festa particular que derrubadas pelo Instagram


O Kemuel, um dos mais relevantes grupos vocais do cenário cristão no Brasil, com influências do gospel norte americano e da música cristã contemporânea, se envolveu em uma grande polêmica. Fotos postadas por eles, durante uma festa particular, acabaram sendo derrubadas pelo Instagram nessa quinta-feira (2/12), de acordo com o Fuxico Gospel. As imagens estão provocando um alvoroço na rede social. Os jovens estão sendo bastante criticados.

Em uma das imagens, dois dos cinco integrantes do Kemuel, os vocalistas Heric Tolentino e Beresix, aparecem usando figurinos “não convencionais”, na companhia de três pessoas com looks bem descolados e ousados. “Está difícil ser cristão de verdade”, disse um seguidor. “O mundo gospel está diferente, está complicado”, declarou outro. “Imagina a vibe que estava essa festa”, emendou outro. “O negócio estava tão pesado que o insta derrubou. Misericórdia”, ressaltou outro seguidor. “Nunca me enganaram”, falou mais um.

Também teve internauta que defendeu o grupo: “Para mim, são apenas profissionais que cantam no meio gospel”. 

Nascido em 2007, o Kemuel (que significa Congregação de Deus) é um grupo interdenominacional, tendo vários cantores de várias igrejas. Já chegou a ter 80 cantores, 30, 15 e hoje conta com 5, sempre liderados por David Marx. 

Nascido em 2007, o Kemuel (que significa Congregação de Deus) é um grupo interdenominacional, tendo vários cantores de várias igrejas. Já chegou a ter 80 cantores, 30, 15 e hoje conta com 5, sempre liderados por David Marx. 

O grupo já lançou quatro trabalhos. Em 2017, assinou contrato com a Sony Music e hoje também conta com AmpliudeA. Ele tem ganhado espaço com vários vídeos acústicos no YouTube, onde possuem milhões de visualizações e seguidores.

Com informações do METRÓPOLES 



Nenhum comentário:

Postar um comentário