Páginas


sábado, 25 de setembro de 2021

Falsa médica é presa após tentar substituir profissional em plantão na UPA de Barra do Corda

Segundo a investigação, a mulher usava o registro de um outro médico para atuar em cidades da região. Durante uma troca de plantão, a UPA de Barra do Corda percebeu que se tratava de uma falsa médica.

A Polícia Civil do Maranhão, através da delegacia de Dom Pedro e com o apoio do Grupo de Pronto Emprego (GPE) de Presidente Dutra, prendeu, nessa sexta-feira (24), a mulher identificada como Eliana Sereno Monteiro, de 40 anos, que se passava por médica em cidades da região central do Maranhão. 

A prisão se deu em cumprimento a um mandado de prisão expedido pelo juiz da 2ª Vara da Comarca de Grajaú, a pedido do Delegado Regional de Barra do Corda, Márcio Coutinho.

Segundo as investigações, a mulher se utilizava de um CRM pertencente a terceiro para atuar no âmbito da Unidade de Pronto Atendimento da cidade de Barra do Corda/MA, nos meses de março e abril deste ano. Ela responderá por falsidade ideológica e falsa identidade.

Pelas informações passadas ao blog, Eliana Sereno, até 2019, cursava Medicina em São Paulo. No entanto, não se sabe se ela concluiu o curso. Se o concluiu, é provável que não tenha tirado o CRM.

Em 2013, Eliana Sereno apareceu entre aprovados em um concurso fraudado da Prefeitura de Presidente Dutra. A Justiça determinou que a então prefeita, Irene Soares, suspendesse a convocação dos aprovados. Eliana é filha de um primo da então prefeita.

Em 2019, ela figurava como funcionária fantasma na Prefeitura de Tuntum, enquanto cursava Medicina.

No perfil no Facebook, Eliana Sereno apresenta-se como Farmacêutica-Bioquímica e Médica. Ainda no facebook, ela postou fotos participando de partos.

Trocas de plantões

Entre médicos, é natural entre eles ocorrerem substituições ou trocas dos plantões, em casos que impeçam o comparecimento à unidade hospitalar. Mesmo que o médico não seja contratado pelo município, ele pode convidar outro para lhe substituir, e ele mesmo paga pela substituição.

Foi o que ocorreu em relação à falsa médica. Um médico que presta serviço/plantão ficou impossibilitado de cumprir o plantão em um dia do mês de abril, e solicitou a outro colega para indicar um médico para lhe substituir na UPA de Barra do Corda. O colega indicou a suposta médica, Eliane Serejo, residente em Presidente Dutra.

Desconfiança e fuga

Ao chegar na UPA de Barra do Corda para cobrir o plantão do médico, a direção da UPA desconfiou da suposta profissional e começou, então, a lhe fazer alguns questionamentos básicos.

Ao perceber que a direção da UPA havia acionado a polícia, a falsa médica fugiu rapidamente do local.

Investigações e prisão

A Delegacia Regional de Barra do Corda iniciou as investigações, monitorou-a através de suas redes sociais e pediu o apoio das delegacias da região.

O delegado Márcio Coutinho solicitou ao Poder Judiciário a prisão da falsa médica, o que foi deferido. Em seguida, iniciou-se a procura para prendê-la.

Após tomar conhecimento de que a mulher se encontrava na cidade de Dom Pedro, o delegado pediu apoio à delegacia local e os agentes a prenderam por volta das 11h desta sexta-feira.

Ela se encontra na Unidade Prisional de Presidente Dutra, devendo ser encaminhada para a Penitenciária de Pedrinhas, onde ficará à disposição da Justiça.

Opinião do blog

O médico que indicou a falsa profissional para substituir outro colega no plantão, sabendo que ela não era habilitada, também deveria ser investigado. Quem cedeu o CRM para Eliana se passar por médica também merece ser investigado. Há quanto tempo ela vinha se passando por médica? Pessoas atendidas por ela, poderiam estar em risco. O Conselho Regional de Medicina não se manifesta nesses casos?

Com informações do Gilberto Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário