Páginas


terça-feira, 22 de junho de 2021

 

Neto Evangelista sai em defesa de Pacovan, ataca Edivaldo Holanda Júnior e nega apoio a Flávio Dino para o senado


A suspeita é que Neto Evangelista tenha sido escalado diretamente pelo senador Weverton Rocha (PDT) para tentar desqualificar os trabalhos da CPI. O pedetista não vê com bons olhos o avanço das investigações.

Neto foi “escalado” por pedetistas para tentar desqualificar os trabalhos da CPI dos Combustíveis que convocou Pacovan para depor.

Na última quinta-feira (17) durante entrevista ao Programa Ponto Cotiando, transmitido pela Educadora AM, o deputado estadual Neto Evangelista (DEM) saiu em defesa do dono da rede de postos de combustíveis Joyce, Josival Cavalcante da Silva, conhecido como agiota “Pacovan”.

Para Neto, não existe a necessidade de uma CPI dos Combustíveis para atuar em favor dos consumidores maranhenses. “A instalação desta Comissão Parlamentar de Inquérito, na minha avaliação, foi desnecessária”, disse o democrata.

A crítica do deputado é uma forma de tentar blindar o maior agiota maranhense, que teve sua convocação aprovada na CPI e, desde então, vêm sendo feitas inúmeras manobras para que “Pacovan” não seja ouvido, sob pena de prejudicar muitos pedetistas que compraram posto de combustível dele.

A suspeita é que Neto Evangelista tenha sido escalado diretamente pelo senador Weverton Rocha (PDT) para tentar desqualificar os trabalhos da CPI. O pedetista não vê com bons olhos o avanço das investigações visto que ele também comprou postos de combustível das mãos do agiota.

– Ataques a Edivaldo Holanda Júnior 

Ainda durante a entrevista, Neto criticou duramente o ex-prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Júnior (sem partido). Entre outros ataques, o parlamentar disse que o gestor da capital perdeu recursos aproximados de R$ 25 milhões da Codevasf que foram destinados para asfaltamento de vias. O motivo, segundo Evangelista, foi porque Edivaldo não assinou o convênio.

O ataque do deputado estadual contra o ex-prefeito é decorrente ainda das eleições do ano passado. O democrata nunca superou o fato de Edivaldo não ter declarado apoio a ele na disputa pela prefeitura de São Luís, mesmo o PDT [antigo partido do ex-gestor] ter indicado a vice na chapa, à época.

Neto Evangelista têm intrigas políticas antigas que perpassaram para o campo pessoal e familiar como abordou o Blog do Domingos Costa em post exclusivo (LEMBRE AQUI).

Neto ainda tá muito magoado de não ter ido para o segundo turno das eleições de 2020 mesmo dispondo de uma estrutura faraônica naquela eleição. Agora, Evangelista sabe que as chances de se eleger deputado federal em 2022 são pequenas.

– Não apoia Flávio Dino para o senado

Ainda durante a entrevista à rádio Educadora, chamou também atenção o fato de Neto ter negado apoio ao governador Flávio Dino na disputa pelo senado nas eleições de 2022.

O deputado disse que para governo do estado irá caminhar com Weverton Rocha e para o senado o seu partido, o DEM, “ainda não iniciou uma discussão sobre como irá se posicionar”, disse.

Vale lembrar de Neto Evangelista foi titular da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Social (Sedes) no primeiro governo Flávio Dino.

Por Domingo Costa 


Nenhum comentário:

Postar um comentário