Páginas


terça-feira, 25 de maio de 2021

 Perseguição política 

Edivaldo Holanda Júnior  afirma que foi surpreendido por possível convocação na CPI do Senado



O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (sem partido), afirmou em suas redes sociais que foi surpreendido com os rumores de uma possível convocação para prestar esclarecimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura os recursos e ações durante a pandemia do Covid-19.

O requerimento de convocação protocolado pelo senador Alessandro Vieira do Cidadania de Sergipe, foi relevado pela Folha do Maranhão. Segundo o senador, Edivaldo tem que prestar esclarecimento sobre as possíveis irregularidades em sua gestão, que foram identificadas pela Polícia Federal durante a operação Cobiça Fatal.

Edivaldo Holanda diz que não vê problema algum, caso venha ser convocado pela CPI. Segundo ele, nunca foi investigado e não possui seu nome manchado por qualquer conduta.

“Como ex-prefeito, com tranquilidade me coloco à disposição para ajudar no que for necessário para informar sobre as medidas que adotamos para o enfrentamento da pandemia em São Luís.”

Veja o que disse o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

O ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (sem partido), afirmou em suas redes sociais que foi surpreendido com os rumores de uma possível convocação para prestar esclarecimento na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura os recursos e ações durante a pandemia do Covid-19.

O requerimento de convocação protocolado pelo senador Alessandro Vieira do Cidadania de Sergipe, foi relevado pela Folha do Maranhão. Segundo o senador, Edivaldo tem que prestar esclarecimento sobre as possíveis irregularidades em sua gestão, que foram identificadas pela Polícia Federal durante a operação Cobiça Fatal.

Edivaldo Holanda diz que não vê problema algum, caso venha ser convocado pela CPI. Segundo ele, nunca foi investigado e não possui seu nome manchado por qualquer conduta.


Leia outras notícias em FolhadoMaranhao.com. Siga a Folha do Maranhão no TwitterInstagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva em nossos canais, do Telegram e do Youtube. Envie informações e denúncias através do nosso e-mail e WhatsApp (98) 98136-0599.

Nenhum comentário:

Postar um comentário