quinta-feira, 8 de abril de 2021

Empresa de Colinas fatura contrato sem licitação no valor de R$ 5,2 milhões para locação de máquinas em São José de Ribamar

O empresário  seria amigo do deputado Marreca Filho, que conheceu o município de Colinas através da vaquejada, esporte pelo qual nutri uma de suas paixões



A empresa Servicol – Serviços de Limpeza e Transportes LTDA, com sede localizada no município de Colinas, mais de 400 km de distância de São José de Ribamar, foi quem faturou a estranha dispensa de licitação para locação de máquinas por seis meses no valor de R$ 5,2 milhões de reais.


A nova empresa, fundada em 2019 e que já foi alvo de denúncia no Tribunal de Contas do Estado e Ação do Ministério Público, tem como sócio Joacy José dos Santos Filho, amigo do deputado federal Marreca Filho (Patriota), que é sobrinho do vice-prefeito de São José de Ribamar, Júnior Lago (Patriota).

Empresário disse que não estava sabendo que havia vencido a dispensa de licitação, e ficou surpreso ao saber que o contrato já havia sido publicado no Diário. “Não assinei nenhum contrato, estou em Balsas e só vou aí semana que vem”, disse.

De acordo com Relatório de Instrução do TCE nº 2.550/2020 que tem como relator o Conselheiro Raimundo Oliveira Filho, contra a Servicol, em contrato de quase meio milhão com o município de Mirador, que fica ao lado de Colinas, diversas irregularidades foram encontradas, o que motivou Ação do Ministério Público.

Sócia da empresa beneficiada com dispensa de licitação para locação de máquinas no valor de mais de R$ 5 milhões de reais

A outra sócia da empresa que vai faturar mais de R$ 5,2 milhões com locação de máquinas para a Prefeitura de São José de Ribamar, é Jakiany Pereira da Silva, que também aparece como empresária do ramo farmacêutico de Colinas, inscrita na Receita Federal sob o número de CPNJ 31.313.817/0001-43. Estranhamente, no cadastro da empresa, o contato de Jakiany é o mesmo da esposa de Joacy Filho, que detém diversas farmácias em Colinas.


O Ministério Público deve investigar se o contrato de São José de Ribamar também contém irregularidades e tomar as medidas cabíveis.

O outro lado

Em contato com Joacy Filho, o empresário informou que  estranhou pois a própria Prefeitura de São José de Ribamar solicitou por e-mail, cotação de preço, o que foi prontamente atendido por ele e que resultou no contrato de R$ 5,2 milhões com dispensa de licitação.

Estranhamente, o e-mail é assinado por uma servidora com o nome de Lisiane, que seria do setor de cotação. Na relação de funcionários da prefeitura, não há qualquer funcionário com esse nome neste setor.

A empresa de Joacy, que assinou contrato com dispensa de licitação fica a mais de 400 km de distância de São José de Ribamar. Joacy informou que irá sublocar as máquinas.

Sobre a sócia que também aparece como proprietária de uma Farmácia em Colinas, a esposa de Joacy disse que trata-se de uma pessoa da família. O blog não conseguiu contato com a suposta sócia.

Em contato telefônico no dia 25 de março, apesar do extrato de contrato já ter sido publicado no Diário Oficial do dia 23 de março, Joacy diz que não assinou qualquer contrato com a Prefeitura de São José de Ribamar e que foi pego de surpresa pelo blog. Joacy também disse não conhecer ou ter qualquer relação com o deputado federal Marreca Filho, “somos até adversários”, disse.

Até esta quarta-feira (07), a prefeitura, que já fez o empenho do contrato, não alimentou o Sacop, sistema do TCE – Tribunal de Contas do Estado, o que deve gerar multa aos responsáveis.

O Ministério Público de Contas deve investigar mais essa possível fraude na gestão do Prefeito Dr. Julinho (PL).

Fonte: Maramais 


Nenhum comentário:

Postar um comentário