Páginas


sábado, 13 de março de 2021

Câmara Municipal de São José de Ribamar do dá pontapé inicial para criação do Auxílio Emergencial  Ribamarense no valor R$ 500

Após a aprovação na Câmara, os vereadores foram até São Luís, na residência do prefeito, para pedir agilidade no projeto. De lá, saíram com a garantia do prefeito de que será feita uma força tarefa para garantir o auxílio aos ribamareses.

Os 21 vereadores da Câmara Municipal de São José de Ribamar, aprovaram nesta quinta-feira (11), durante sessão remota, proposição do vereador Dodó de Santaninha (PSL), que solicitou ao Poder Executivo, que encaminhe ao Poder Legislativo, projeto de lei que  crie o Auxílio Emergencial da Cultura Ribamarense.

O vereador Dodó de Santaninha, autor da iniciativa, é um dos grandes defensores da classe cultural ribamarense.

Durante a sessão, Dodó fez questão de mostrar aos companheiros de parlamento, o vídeo do triste relato do cantor ribamarense Jamilson  Jackson, que  revelou a situação de muitos artistas do município.

Dodó voltou a reafirmar seu compromisso com os artistas ribamarenses e agradeceu todos os companheiros de parlamento, por abraçarem a causa.

Após a aprovação na Câmara, os vereadores foram até São Luís, na residência do prefeito, para pedir agilidade no projeto. De lá, saíram com a garantia do prefeito de que será feita uma força tarefa para garantir o auxílio aos artistas.

Após a sessão, uma comitiva de vereadores foi até o prefeito levar a indicação e pedir agilidade para resolver a situação dos artistas ribamarenses. O prefeito Dr. Julinho (PL) se comprometeu a dialogar junto com o secretário de Cultura Urubatan Neto e os artistas ribamarenses.

Ainda no mês de fevereiro, por iniciativa próprio, o vereador, que também pertence a classe de artistas, reuniu com membros da cultura ribamarense e ouviu atentamente os relatos de músicos, compositores, artistas plásticos, atores, artesãos, escritores, e outros membros que fazem nossa cultura.

Auxílio pode ser de R$ 500 reais por mês

Uma das sugestões que tem ganhado força na internet, é o pagamento de auxílio emergencial aos artistas, no valor de R$ 500 reais por um ano. De acordo com a sugestão apresentada por Guilherme Mulato, que também levantou a bandeira junto com os vereadores, é que a prefeitura invista pelo menos R$ 75 mil reais por mês para o pagamento do auxílio durante um ano, o que daria, no final, um custo total de R$ 900 mil aos cofres do município, valor menor daquele que  seria usado no carnaval que não aconteceu devido a pandemia.

Com informações do Maramais

Nenhum comentário:

Postar um comentário