quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

Crise em São José de Ribamar, a demissão do secretário de saúde saiu caro e abalou os clãs do consórcio político da gestão em Ribamar 

Ainda repercute a crise instalada em São José de Ribamar com a exoneração do secretário de Saúde, o menino Eduardo Buna, indicado pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

Pivô da exoneração, o filho do prefeito Julinho teria recebido a orientação expressa do pai de não pisar mais em São José de Ribamar.

Júlio Filho e o pai, Dr. Julinho

Ainda repercute a crise instalada em São José de Ribamar com a exoneração do secretário de Saúde, o menino Eduardo Buna, indicado pelo deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL).

Pivô da exoneração, o filho do prefeito Julinho teria recebido a orientação expressa do pai de não pisar mais em São José de Ribamar, na prefeitura ribamarense e muito menos na Secretaria Municipal de Sáude.

Mas a exoneração e a suposta expulsão não foram as únicas consequências da crise.

Por pouco o próprio Julinho não se separou da mulher, Gilvana Dualibe, que lidera uma das ilhas de poder na prefeitura ribamarense, por um triz não teve o acordo político rompido com Josimar de Maranhãozinho.

Julinho teve que lidar de uma vez só com a “birra” do filho, com a suposta ameaça da mão pesada de Josimar e com a companheira de todas as noites, a primeira-dama, que apesar de não conseguir formar uma frase que tenha nexo, durante entrevistas, sabe cobrar muito bem o marido pelos espaços de poder.

A prova é que conseguiu emplacar uma indicada da tia, a deputada Helena Dualibe, para o comando da Secretaria de Saúde.

Ao acalmar a mulher, o prefeito Julinho teria garantido ao menino exonerado uma direção no hospital de São Luís, com salário de R$ 20 mil. Isso tudo para não desagradar o patrocinar de sua conquista da prefeitura ribamarense, o Maranhãozinho

Porém, se você acha que com a acomodação da esposa e expulsão do filho, os problemas acabaram? Nada disso.

O deputado Josimar até teria se acalmado parcialmente com o jeitinho encontrado para o menino Buna, mas exigiu ainda mais espaço para o forasteiro Júnior Lago (vice-prefeito), que nos próximos dias vai ganhar um reforço na sua ilha de poder na cidade balneária com a nomeação de uma espécie de prefeito paralelo para tomar de conta de tudo e minar os espaços do clã Duailibe e do próprio Julinho.

Mas isso é outra história…

Por Neto Cruz 



2 comentários:

  1. E a palavra de Deus que tem que ser divulgada pelos profetas e não fofoca!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido leitor eu jamais trabalhei com fofoca é sim com informações a mais 30 anos sou radialista no estado do Maranhão e desenvolvo o meu chamado como ministro do evangelho a 25 anos, a reprodução desta matéria é blogueiro Neto Cruz um respeitados e competente do Maranhão, estou acompanhando os assuntos do cotidiano de nossa cidade, que de interesse de todos.

      Excluir