Páginas


sábado, 2 de janeiro de 2021

Policia Militar apreende carga de cigarros contrabandeados em porto na São José de Ribamar; valor pode ultrapassar R$ 4 milhões

A Polícia Militar, por meio do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), com sede em São Luís, prendeu, na madrugada desta quinta-feira (31), treze pessoas envolvidas em contrabando de carga de cigarros.

A ação aconteceu na localidade São Braz dos Macacos, próximo ao Porto do Café, na região da Cidade Olímpica, em São Luís.

As guarnições da ROTAM, Rondas Ostensivas Táticas Metropolitanas, e do BOPE realizavam rondas pelo local, quando avistaram uma embarcação em atitude suspeita.

Durante a revista, foram encontrados 4.150 caixas de cigarros, três carregadores de fuzil, com trinta e três munições intactas, um celular Samsung, um tablete da marca Samsung e dois caminhões já carregados com cigarros.

A carga pode estar avaliada em R$ 4.300.000.

A polícia vai continuar investigando para tentar descobrir os chefes dessa organização criminosa e há quanto tempo o grupo vinha fazendo carregamentos de contrabando para São Luís.

Os envolvidos deverão responder por crime de contrabando, organização criminosa e porte ilegal de arma de fogo.

O crime de contrabando de cigarros

A conduta de importar cigarros de marca que não seja comercializada no país de origem enquadra-se no delito de contrabando (artigo 334-A – “Importar ou exportar mercadoria proibida”). A pena é de reclusão, de 2 a 5 anos.

Segundo especialistas, o contrabando de cigarros está diretamente relacionado a uma cadeia extensa de 22 crimes. Alguns dele são homicídios, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, roubos e furtos de veículos que são utilizados de maneira maciça para fazer transporte dos produtos.

Com informações do blog Gilberto Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário