segunda-feira, 28 de dezembro de 2020

 Urgente: Quatro pessoas são atropeladas na praia de Panaquatira em São José de Ribamar

O atropelamento ocorreu na Praia de Panaquatira neste último final de semana. Um carro atropelou pelo menos quatro pessoas na orla do município de São José de Ribamar, na Região Metropolitana de São Luís.

Um carro modelo Fiat foi a princípio o causador do acidente, dois veículos se envolveram na ocorrência.



Entre as vítimas, segundo informações repassadas pelo Corpo de Bombeiros, duas crianças e uma mulher adulta, ambos ficaram com ferimentos pelo corpo após o acidente, com escoriações e sangramento.




Uma guarnição do 10º BBM, foi acionada para o local para dar apoio a uma viatura que fazia o trabalho de patrulhamento e prevenção na Praia de Panaquatira e que chegou primeiro ao local. A viatura que foi deslocada para o local e realizou o atendimento e o transporte de uma das vítimas para o hospital Socorrão I. A vítima foi identificada por Nayara Caroline Vieira Passos, de um ano de idade, nascida em 23/10/2019. A criança é moradora da Vila São José de Ribamar e estava acompanhada Maria José Pereira Fonseca Vieira. Entre as quatro vítimas, duas foram levadas pelo Samu, uma ourtra socorrida em uma viatura pelo Corpo de Bombeiros e a outra vítima estava com o dedão do pé esquerdo machucado, porém se recusou a ser atendido.

A vítima transportada pelo Corpo de Bombeiros era uma criança de 1 ano, com Tramautismo Crânio Encefálico leve, a princípio.


Autoridades de segurança já alertam há muitos anos para o perigo do trânsito de veículos na faixa de areia em praias de São José de Ribamar. Vários acidentes já foram registrados em praias do município, entre elas, na própria praia de Panaquatira, além do Araçagy e Meio. Pessoas já ficaram feridas nestes acidentes e algumas vítimas chegaram a perder a vida. Mesmo com tudo isso, autoridades políticas parecem ignorar o risco e ocorrências continuam acontecendo como a deste último fim de semana que por pouco não terminou em uma tragédia ainda maior. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário