terça-feira, 8 de dezembro de 2020

Governador do Maranhão  Flávio Dino vai ao STF para importar vacina aprovada por agências sanitárias de outros países 

"Com isso, estados poderão atuar, se governo federal não quiser", afirmou o governador do Maranhão diante da inércia da Anvisa

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou nas redes sociais, nesta terça-feira (8), que busca autorização no Supremo Tribunal Federal (STF) para importar vacinas contra a Covid-19 que foram reguladas por agências sanitárias de outros países.

“Ingressei ontem com ação judicial no Supremo. Objetivo é que estados possam adquirir diretamente vacinas contra o coronavírus autorizadas por Agências sanitárias dos Estados Unidos, União Europeia, Japão e China. Com isso, estados poderão atuar, se governo federal não quiser”, escreveu no Twitter.

Há um temor por parte de governadores, parlamentares e autoridades sobre possíveis dificuldades de aprovar vacinas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Conforme divulgado em reportagem da Reuters, nesta segunda-feira (7), algumas pessoas acreditam que o presidente Jair Bolsonaro pode querer usar a Anvisa de forma política, como estratégia do mandatário para 2022.

Também há um temor de que o presidente acelere a aprovação da vacina a aliados e retarde aos rivais, como é o caso do governador de São Paulo João Doria (PSDB).

A Anvisa hoje está repleta de aliados de Bolsonaro. A última indicação de Bolsonaro ao órgão, por exemplo, foi do tenente-coronel reformado do Exército Jorge Luiz Kormann, nomeado para assumir um dos cinco cargos de diretoria da Anvisa. O militar, no entanto, não tem experiência na área.

Com informações do Gilberto Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário