quinta-feira, 16 de julho de 2020

Homem que matou a esposa, soldada da PM da Paraíba, é preso no Maranhão 20 anos após o crime
As Polícias Civis da Paraíba e do Maranhão deflagraram, nesta quarta-feira (15), deflagram uma operação que resultou na prisão de um homem de 61 anos, foragido há quase 20 anos, após matar, a golpes de enxada, sua então esposa, soldada da Polícia Militar da Paraíba, de 42 anos à época do crime, que ocorreu no Distrito dos Mecânicos, no município de Campina Grande.

Segundo o delegado Ramirez São Pedro (DRE/CG) e a delegada Suelane Souto (DH/CG), que presidiram as investigações e a Operação Profugus, o criminoso de iniciais J.F.C.F. teria executado sua esposa no ano de 2001, por não aceitar a separação, desferindo vários golpes de enxada na cabeça da vítima.

Após o crime, o assassino se evadiu de Campina Grande e do estado da Paraíba, passando por vários outros estados. Ele foi preso em uma vila de pescadores no município de Barra do Corda, a 495 km de São Luís.

Segundo o Superintendente de Polícia Civil de Campina Grande, delegado André Rabelo, as investigações que possibilitaram a prisão do suspeito foram bastante complexas, já que o foragido mudava de cidade constantemente. Ele não fazia uso de seus documentos originais, não possuía conta bancaria nem aparelho celular, vivendo obscuramente por esses últimos 20 anos, na expectativa de prescrição do crime.

As investigações foram realizadas de forma conjunta, por cerca de seis meses, pela Delegacia de Repressão a Entorpecentes de Campina Grande, Delegacia de Homicídios de Campina Grande e Núcleo de Inteligência (Unintelpol) da 2ªSRPC, com o apoio do Departamento de Feminicídio do Maranhão e 15ª Delegacia Regional de Barra do Corda/MA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário