quinta-feira, 18 de junho de 2020

Familiares e amigos pedem a liberdade de Ayrton ele e suspeito do assassinato do sobrinho de Sarney 


Familiares e amigos Ayrton Campos Pestana, suspeito de assassinato do publicitário Diogo Adriano Costa Campos realizaram um ato, nesta quinta-feira (18) para pedir a liberação do jovem preso desde a última terça-feira (16).
Ayrton está preso de desde o dia do crime, pois, segundo a polícia, o carro utilizado no crime um Argo vermelho tem a placa PTJ-2844 e seria de sua propriedade.
Um vídeo entregue hoje à polícia mostra que o carro de Ayrton era dirigido pelo seu pai Wanderley Pestana e que ele estava no banco de carona, além disso, o veículo teria ficado estacionado na Avenida Venceslau Brás, na Camboa, durante o horário do crime.
Um áudio que já está com a polícia foi encaminhado ao programa Acorda Maranhão, na Rádio Mirante AM e que foi exibido pelo apresentador Marcial Lima, aponta que no sábado, um veículo Argo vermelho teria sido tomado de assalto, próximo ao Barramar e a placa pode ter sido clonada.
A Polícia está periciando o vídeo para saber a veracidade do mesmo e também aguardando a perícia feita no veículo de Ayrton.
O publicitário Diogo Adriano Costa Campos, de 41 anos, foi morto no fim da manhã terça-feira (16), após uma briga de trânsito na Lagoa da Jansen.
Diogo que era sobrinho do ex-presidente da República José Sarney levou um tiro no pescoço que foi disparado pelo autor do crime de dentro do próprio carro.
Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário