sexta-feira, 26 de junho de 2020

Assassino-confesso do sobrinho-neto de Sarney revela que estava com dois comparsas e fala sobre o roubo do veículo Argo
O receptador e assaltante Raimundo Cláudio Diniz, autor-confesso do assassinato do publicitário Diogo Adriano Costa Campos, morto com um tiro no pescoço, na terça-feira (16), na Lagoa da Jansen, em depoimento à polícia revelou alguns detalhes do crime. Ele foi levado à SHPP pelo advogado Adriano Cunha.


O blog O Informante conseguiu detalhes sobre a dinâmica do assassinato e o roubo do veículo Argo vermelho utilizado no assassinato.

Conforme depoimento de Raimundo Diniz, o Argo foi tomado de assalto no sábado anterior ao crime, na descida do Barramar que dá acesso à Avenida Litorânea, por três pessoas: ele (Diniz), um parceiro conhecido como ‘Gordo’ e um terceiro homem.

Cláudio Diniz estava no carro dele, um corola branco, em companhia de ‘Gordo’ e do terceiro elemento. Eles abordaram o condutor do Argo e tomaram o veículo de assalto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário