segunda-feira, 18 de maio de 2020

Boa notícia: São José de Ribamar recebe respiradores

Criada recentemente, a Sala Amarela do Hospital Municipal de São José de Ribamar, destinada a pacientes em situação intermediária da COVID-19, recebeu dois respiradores para reforçar o trabalho no auxílio, cuidado e tratamento de pessoas infectadas com o Novo Coronavírus.
São José de Ribamar, segundo as determinações do Sistema Único de Saúde (SUS), atua na média complexidade, mas com esforço da administração municipal e através de recursos próprios, oferece alguns serviços enquadrados na alta complexidade. Quem chega à Sala Amarela normalmente está em situação de atenção, necessitando assim de cuidados especiais e, entre esses cuidados, o respirador mecânico.
O prefeito Eudes Sampaio comemorou a aquisição e disse que “é mais uma importante aquisição para o município no enfrentamento à pandemia do Novo Coronavírus. O governador Flavio Dino atendeu nosso pedido e São José de Ribamar ganhou mais reforço no que diz respeito ao atendimento e eficiência do serviço público de saúde.”
São José de Ribamar possui 12 leitos de internações e mais 02 na sala vermelha. Com a Sala Amarela equipada com respiradores, o hospital ganha ainda mais condições pra continuar preservando a saúde e vida dos ribamarenses.
Investimentos – O município segue investindo pesado no enfrentamento à pandemia causada pelo Novo Coronavírus. De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), até o momento foram investido cerca de R$ 1.412.928,93 somente com medicação, equipamentos de proteção individual (E.P.I) e desinfecção.
Esse montante não inclui a segunda parcela do repasse feito pelo Governo Federal no valor aproximado de 707 mil reais, que vai, exclusivamente, para pagamentos de profissionais de saúde que substituirão os profissionais da rede municipal que, eventualmente, forem infectados pela COVID-19.
Para o prefeito Eudes Sampaio, todos os esforços estão sendo feitos pela gestão para que município continue oferecendo condições de trabalho aos profissionais da saúde e atendimento adequado à população.
“Desde o início dessa pandemia estamos trabalhando para garantir atendimento em saúde adequado para a população e preparando e equipando os profissionais da área. Somente com E.P.I e medicações os investimentos chegam a quase 1,5 milhões, outros mais de 700 mil serão para contração de profissionais da saúde que venham a substituir outros que, por ventura, sejam infectados”, lembrou o gestor.
Além dos insumos e equipamentos adquiridos, estão funcionando com 100% de sua capacidade as unidades da rede Acolhe (Unidade de Referência de Combate às Síndromes Gripais).
Com foco no atendimento às pessoas com sintomas da Covid-19, mas, contemplando outras gripes, a exemplo da H1N1, que também tem vitimado milhares de pessoas, os centros foram implantados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) do Miritiua, Recanto Verde, Quinta e no Centro de Reabilitação Maria Amélia Bastos (na Sede). Para casos moderados do Coronavírus, o Acolhe encaminha para o Hospital Municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário