sábado, 25 de abril de 2020

Eudes Sampaio na linha de frente contra Covid-19 em Ribamar

Eudes Sampaio tem usado as lives para se comunicar com a população de Ribamar durante a pandemia
Em São José de Ribamar, o prefeito Eudes Sampaio tem se esforçado bastante no combate à Covid-19. Decretos determinando a suspensão das aulas e de atividades não essenciais da administração, blitz educativas, proibição dos acessos às praias para inibir as aglomerações; escalonamento do pagamento dos servidores, também para inibir aglomerações, nas instituições bancárias; distribuição de cestas básicas para pessoas em situação de vulnerabilidade social; distribuição de kits de gêneros alimentícios da merenda escolar para alunos da rede municipal, são algumas das medidas adotadas pelo gestor, sem falar das ações efetivas na área da saúde, que seguem rigorosamente o protocolo determinado pelas autoridades científicas.
Outra medida, na área da comunicação, merece destaque: ao lado do secretário de Saúde, Tiago Fernandes, o prefeito Eudes Sampaio realizou, pela segunda vez, live pelo Instagram. O uso da ferramenta tem por objetivo informar à população sobre as medidas que estão sendo adotadas e dirimir quaisquer dúvidas sobre o tema.
“Nossa ideia é realizar uma live a cada semana para falar, de forma transparente, das medidas que estão sendo tomadas e, ao mesmo tempo, conversar com a população sobre a importância dessas ações”,comentou Eudes.
Na última live, realizada na última sexta-feira (17), Eudes Sampaio respondeu a várias perguntas dos internautas, abordou temas diversos e foi enfático, sobretudo, na importância do cumprimento do isolamento social. Ele explicou sobre o pedido do reconhecimento de estado de calamidade pública no município através da Assembleia Legislativa do Maranhão.
“O decreto de calamidade pública é um instrumento dentro da legislação que nos permite mais flexibilidade e agilidade no desenvolvimento das ações durante a pandemia e, conforme a legislação, é necessário o reconhecimento da legislativo estadual”, disse.
Fonte Marcos D, eça

Nenhum comentário:

Postar um comentário