quarta-feira, 1 de abril de 2020

Prefeitura de Paço do Lumiar equipa unidades de saúde do município para se prevenir do coronavírus

A Prefeitura de Paço do Lumiar continua intensificando ações para prevenir e combater o coronavírus. Na manhã desta quarta-feira (01/04), a secretaria municipal de saúde (SEMUS), realizou a entrega de kits de equipamentos de proteção individual (EPI) nas Unidades Básicas de Saúde do município. O repasse dos equipamentos chega para garantir a continuidade dos atendimentos, mantendo o grau necessário de segurança para pacientes e usuários.
O material que está sendo distribuído em todas as UBSs segue protocolo adotado pela SEMUS, instituído e orientado pelo Ministério da Saúde, quanto ao manejo clínico para pacientes que apresentam febre, tosse, dores pelo corpo, dificuldade de respirar e cansaço, entre outros sintomas respiratórios compatíveis com os de H1N1 e casos suspeitos de infecção por Coronavírus.
Os kits contam com avental apropriado, gorro especial para proteção de cabeça e ouvidos, óculos de proteção, máscaras e pares de luvas cirúrgicas. Segundo a coordenadora de atenção primária da SEMUS, Equilma Gonçalves, o material que está sendo entregue será reposto sempre que necessário.
“Estamos entregando os EPIs e a determinação da Prefeita em exercício, Paula Azevedo, é repor tudo assim que estiver próximo de acabar nas UBSs. Esses equipamentos são de grande importância porque eles protegem do contato com secreções, produção de aerossóis e principalmente quanto as gotículas de saliva expelidas pelo paciente, por exemplo, ao tossir”, esclarece.
Ela reforça ainda que, os atendimentos nas UBS’s foram mantidos pelas SEMUS para dar o suporte necessário à população por meio da triagem e atendimento prestado pelos profissionais que lá estão. No entanto, refirma que imprescindível procurar os postos, somente em caso de necessidade extrema, para diminuir a exposição.
“Se manter em casa, protegidos evitando aglomerações, é o melhor a se fazer. Em se tratando de consultas e outros procedimentos considerados de rotina, se puder aguardar o fim deste período crítico e evitar transitar em ambiente hospitalar é o que indicamos para também minimizar os riscos de contrair H1N1, ou até mesmo Coronavírus”, reforçou Equilma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário