segunda-feira, 6 de abril de 2020

A população de São Luís desobedece o período da quarentena é continuar, a contaminação por Covid-19 vai crescer assustadoramente
Centenas de pessoas ocuparam a área do Espigão
da Ponta d'Areia nesse domingo


Grande parte da população maranhense, especialmente de São Luís, insiste em ignorar a gravidade da Covid-19 e as recomendações para manter o isolamento. Diariamente, mesmo com o apelo das autoridades públicas, muitos insistem em levar uma vida normal, lotando espaços públicos, lojas e supermercados. 

Com esse tipo de comportamento, os casos devem aumentar muito nos próximos dias. Se a irresponsabilidade continuar nesse ritmo, o governo do Estado e a Prefeitura serão obrigados a endurecer as regras. Como tem ocorrido em outros estados, onde governadores têm aumentado as restrições para circulação de pessoas. Em Teresina (PI), por exemplo, aproximadamente 65% da população estão cumprindo o isolamento, mas a meta é chegar a 70%. Em São Luís, acredito que não chega a 50%.

Nesse domingo, diante da irracionalidade de alguns, o poder público teve que bloquear todos os acessos à Avenida Litorânea que, nos últimos dias, vinha apresentando grande concentração de pessoas.  O governo diz que é uma operação de conscientização que vai ser realizada enquanto houver risco com a pandemia.
Inconformados com o fechamento da Avenida Litorânea, muitas pessoas seguiram para a região do Espigão da Ponta d’Areia, uma área da cidade que já tem 8 casos confirmados da Covid-19. Outra área próxima, o Renascença, tem 14 casos confirmados. O Calhau, também na área nobre, tem 8 casos confirmados.
O número de pessoas infectadas, em 24 horas, subiu 38,5%. 1.040 pessoas são suspeitas de contaminação e estão sendo acompanhadas por equipes formadas por profissionais do Centro de Informações Estratégicas e Vigilância em Saúde (Cievs) da Secretaria de Estado da Saúde (SES).
Se essa gente irresponsável não deixar de tratar o Covid-19 como uma “gripezinha”, vai faltar leito em UTIs e muitos poderão morrer por conta do estrangulamento da capacidade de atendimento da rede montada pelo poder público.


Ser responsável, colaborando com as autoridades públicas e mantendo o isolamento, poderá salvar muitas vidas. Não siga conselhos e orientações de gente maluca e irresponsável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário