segunda-feira, 16 de março de 2020

Governador do Maranhão Flávio Dino suspende grandes eventos do governo, mas órgãos públicos funcionarão normalmente
Por causa da pandemia de coronavírus, anunciada pela OMS, o governador Flávio Dino confirma que estão suspensos grandes eventos do governo, mas os órgãos públicos terão funcionamento normal.

Dino afirma que, até o momento, não há qualquer caso confirmado no Maranhão. "Todos os casos suspeitos seguem sendo investigados e acompanhados", diz.

O governador afirma que estão sendo feitas instalações de leitos adicionais, com obras em ritmo intensivo. “Seguimos com medidas de instalação de leitos adicionais, caso haja necessidade. Estamos com uma obra em curso para esta finalidade. A obra está acontecendo 7 dias por semana, em regime intensivo”, diz o governador.

Dino acrescenta que, neste sábado, às 17h, ocorrerá uma transmissão, ao vivo, nas redes sociais, comandada pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, com as últimas informações sobre as medidas adotadas pelo governo. 

“Hoje 17h convido a que acompanhem orientações e esclarecimentos do nosso secretário de Saúde e de 3 profissionais de saúde”, acrescenta.

Confiram o que publicou o governador nas redes sociais.

– Suspendi eventos do Governo que impliquem grandes aglomerações de pessoas. Pequenos eventos e reuniões seguirão acontecendo. E todos os órgãos públicos terão funcionamento normal. Essa é a diretriz do momento, que poderá ser alterada se houver necessidade.

– Não há, no momento, qualquer caso confirmado no Maranhão. Todos os casos suspeitos seguem sendo investigados e acompanhados.

– Seguimos com medidas de instalação de leitos adicionais, caso haja necessidade. Estamos com uma obra em curso para esta finalidade. A obra está acontecendo 7 dias por semana, em regime intensivo.

– As autoridades sanitárias precisam da colaboração e bom senso de todos. Por exemplo, pessoas que estejam chegando de outros países ou estados e que estejam com sintomas DEVEM manter isolamento. Não faz sentido imaginar que cabe à Polícia resolver esse tipo de coisa.

– Não faz sentido, no momento, adotar medidas extremas que paralisem totalmente serviços públicos e empresas. Medidas extremas exigem prudência, pois também tem consequências negativas. Estamos agindo com informações e senso de proporcionalidade

Fonte Gilberto Lima 

Nenhum comentário:

Postar um comentário