sábado, 15 de fevereiro de 2020

Passagens de ônibus em São Luís ficam mais caras a partir deste domingo (16)

Em nota divulgada na noite desta sexta-feira (14), a Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) informou que as tarifas de ônibus do transporte urbano em São Luís serão reajustadas a partir da 0h deste domingo (16).

De acordo com a SMTT, o valor da tarifa nas linhas não integradas passa de R$ 2,95 para R$ 3,20 (um aumento de 8,47%), enquanto as linhas integradas, com passagem a R$ 3,40, terão o valor de R$ 3,70 (um aumento de 8,82%).

A SMTT justificou o aumento pela necessidade de manutenção do equilíbrio do sistema que opera o serviço de transporte coletivo de São Luís. Além disso, a Secretaria informa que as recargas realizadas antes do reajuste tarifário nos Cartões Estudantis, de Vale Transporte e do Bilhete Único terão validade até 16 de março.

O último reajuste nas tarifas de ônibus em São Luís aconteceu em janeiro de 2019. Na ocasião, as passagens das linhas não integradas subiram de R$ 2,90 para R$ 2,95, enquanto o valor das linhas integradas aumentou de R$ 3,10 para R$ 3,40.

A SMTT argumentou na época que o reajuste concedido ficou abaixo do que solicitavam os consórcios que operam o serviço de transporte coletivo na capital e foram aplicados com base em regras contratuais que levam em consideração, entre outros, os custos de mão de obra, preço dos combustíveis e outros insumos e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O Sistema de Transporte Urbano da capital é composto por 174 linhas, sendo 149 integradas e 25 não integradas, que atendem cerca de 550 mil usuários/dia.

Greve suspensa

Marcada para a próxima segunda-feira (17), a greve no transporte público de São Luís foi cancelada. A categoria entrou em acordo com os empresários, em audiência de conciliação que aconteceu nesta sexta-feira, 14. O encontro foi intermediado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT/MA).


Na audiência, ficou estabelecido um reajuste de 5% no salário e no valor do ticket alimentação para os rodoviários. Também ficou estabelecido um acréscimo diário de R$ 6 para motoristas que atuarem como cobradores simultaneamente. Com o acordo, a greve foi suspensa, segundo o Tribunal Regional do Trabalho


Nenhum comentário:

Postar um comentário