quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

Protesto contra morte de jovem pela PM fecha Avenida Guajajaras, em São Luís
Familiares e amigos de Marcos Matheus Andrade Melo, de 20 anos, que morreu após ser baleado por um policial militar, no bairro Baixão, em São Luís, acabam de fechar a Avenida Guajajaras, em frente ao Cemitério do São Cristóvão, onde o corpo do jovem foi sepultado, por volta das 10h.
O trânsito está bloqueado nos dois sentidos. Com faixas e cartazes, eles clamam por justiça e que o crime não fique na impunidade. Equipes da SMTT estão no local e já acionaram a Polícia Militar.

Os manifestantes informam que o protesto somente será encerrado após a ida de representantes da SSP e da PM para informar quais as medidas que estão sendo adotadas para identificar e punir os policiais envolvidos na ação que terminou provocando a morte de Marcos Matheus.

Até o momento, a Secretaria da Segurança (SSP) e o comando da PM não se manifestaram sobre a desastrada ação policial, ocorrida na noite de segunda-feira (27), por volta das 21h.
Marcos Melo estava à porta de uma casa, com outros amigos, quando uma guarnição da PM realizava uma perseguição a assaltantes de um veículo, nas ruas do bairro. Após ser atingindo por tiros em um dos pneus, o veículo Nissan Versa perdeu o controle e seguiu em direção aos jovens, que correram temendo atropelamento ou serem atingidos por bala perdida.

Ao se encostar em um muro, com as mãos para cima, Marcos Matheus, foi atingido por dois disparos, sendo que um deles atingiu o fígado. Ele foi levado para o Socorrão 2, onde foi submetido a cirurgia, mas morreu na manhã dessa terça-feira (28).

Os três bandidos que estavam no veículo, segundo informações de testemunhas, foram presos, sendo que um deles foi baleado na perna. Até o momento, a PM não divulgou detalhes dessa ocorrência.

  1. Fonte: Gilberto Lins 

Nenhum comentário:

Postar um comentário