quinta-feira, 31 de outubro de 2019

Eliziane sobre AI-5 de Eduardo Bolsonaro: ‘Atentado à democracia’

A senadora maranhense Eliziane Gama (Cidadania) classificou como um atentado à democracia, a a declaração do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro afirmou em uma entrevista no canal do YouTube da jornalista Leda Nagle que, se a esquerda “radicalizar” no Brasil, uma das respostas do governo poderá ser “via um novo AI-5”.
Segundo Eliziane Gama, o Brasil não é uma “propriedade familiar”.
“Ameaçar o país com um novo AI5 é manifestaçāo torpe e um atentado à democracia. Inaceitável que um filho do Presidente, com mandato parlamentar, ao se sentir acuado, decida recorrer a receituário de ditadores. O Brasil nāo é uma republiqueta ou uma propriedade familiar”, escreveu numa rede social.
O governador Flávio Dino (PCdoB), também se manifestou sobre a declaração de Eduardo Bolsonaro.
“O AI-5 trouxe assassinatos, torturas, prisões ilegais, cassações de mandatos, perseguições. Invoco a memória dos ministros do Supremo Evandro Lins e Silva, Hermes Lima e Victor Nunes Leal, cassados pela ditadura, para repudiar a ameaça delirante de um “novo AI-5”, afirmou.
O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) disse que Eduardo Bolsonaro deverá ir ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.
“As declarações de Eduardo Bolsonaro estão sendo prontamente repudiadas por partidos de todas as correntes ideológicas. O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar, que integro, certamente acionará o deputado que defende fechamento do Congresso Nacional”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário